O conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1140 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é conhecimento?

O conhecimento pode ser definido como a relação entre um sujeito e um objeto. A relação entre sujeito e objeto é uma correlação, o que significa que o objeto do conhecimento existe em função de um sujeito e que o sujeito do conhecimento só tem sentido em função de um objeto que se propõe conhecer.

A função do sujeito consiste em apreender ascaracterísticas/determinações do objeto construindo assim, na consciência do sujeito, uma imagem ou representação do objeto. Pelo que o objeto em si permanecerá exterior ao sujeito sem ser alterado. O que não acontece ao sujeito que após o conhecimento é modificado porque passa a ter a imagem (representação) do objeto.

O Conhecimento só é perceptível através da existência de três elementos:

- O sujeito cognoscente (queconhece)

- O objeto (conhecido)

- e a imagem.

O conhecimento é o ato no qual o sujeito e o objeto entram em relação e dessa relação resulta a afecção do sujeito pelo objeto e a apreensão do objeto pelo sujeito. Quer dizer: o sujeito é de algum modo modificado ou estimulado pelo objeto ou pelas suas propriedades e o objeto é de algum modo apreendido pelo sujeito de acordo com as capacidadescognoscitivas deste.

O que conhecer?

← Como podemos conhecer algo?

← Uma Imagem Mental

← Experiência do erro (imagem x objeto)

← A relatividade do Conhecimento

← Graus de Conhecimento

Mas o que é conhecer algo? Talvez conhecer uma coisa seja entender seu funcionamento, talvez seja entender sua montagem/fabricação, talvez seja entender suahistória, talvez seja entender o que ela pode vir a ser, suas possibilidades... ou talvez seja entender tudo isso junto!

Não é o objeto mesmo, mas sim uma sua imagem ou representação aquilo que o sujeito apreende.

A consciência da distinção entre imagem e objeto de que é imagem pode ser-nos acessível na experiência do erro.

A imagem refere-se ao objeto, mas este não se reduz às imagens quedele temos.

Por isso, não só são possíveis diferentes imagens e representações consoante os diferentes sujeitos, mas também são possíveis representações mais objetivas ou menos objetivas. Nunca, porém, representações que coincidam totalmente com os objetos que representam.

A representação do objeto enquanto objeto conhecido é, pois, em larga medida uma construção do sujeito. Mas não umaconstrução arbitrária. É uma construção segundo o modo de percepcionar e de conhecer do sujeito e segundo o modo como este é afetado pelo objeto ou pelas propriedades deste.

Afirmar isto não significa dizer que então todo o conhecimento é relativo e absolutamente subjetivo. Estamos a falar do sujeito humano e os humanos têm um modo de percepcionar e conhecer que obedece aos mesmos pressupostos: porisso é possível entenderem-se quando trocam entre si as suas representações que se referem aos objetos ou a realidades que sabem ser exteriores a si próprios.

É possível conhecer?

← O dogmatismo (dogmatikós, em grego significa que se funda em príncípios ou é relativo a uma doutrina)  defende a apreensão absoluta da realidade pelo sujeito. Esta posição assenta numa total confiança narazão humana.

← O ceticismo (skeptikós, em grego signifca "que observa", que considera") defende a impossibilidade do sujeito apreender a realidade. Esta posição desconfia na razão humana.

← O criticismo defende a possibilidade de se aceder à verdade, mas não aceita sem crítica as afirmações da razão.

← O pragmatismo ao subordinar o conhecimento a uma finalidade prática, afirmaque a verdade é tudo aquilo que é útil e eficaz para a vida humana. Desta forma aproxima-se do cepticismo, na medida que relativiza o conhecimento.

É possível conhecer?

← O dogmatismo (dogmatikós, em grego significa que se funda em príncípios ou é relativo a uma doutrina)  defende a apreensão absoluta da realidade pelo sujeito. Esta posição assenta numa total confiança na razão...
tracking img