O certo e o gentil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Certo e o Gentil

Certa vez, um homem estava caminhando quando, ao seu lado, uma senhora caiu no chão. Ele nem sequer deu-se o trabalho de ir ajudá-la, fingindo não ter visto o ocorrido. Um outrohomem veio ajudá-la, dando seu braço.
Em seguida, o homem foi até o que não ajudou a senhora e, indignado, perguntou:
- Ei cara, porquê não ajudou aquela senhora?!
O primeiro se virou eigualmente indignado, indagou:
- Por que eu deveria?
- Ora, por que? Por que é o certo!
- E o que exatamente é o certo, amigo? – Perguntou o primeiro homem.
O outro pensou por alguns segundos , erespondeu:
- O certo é aquilo que fazemos em prol do bem, movido pela moral. Desta forma, o certo é o que nos define como pessoas justas e boas.
- Assim sendo, o que você diria se eu fosse nazista e dissesseque a minha causa é a certa?
O segundo homem não soube como responder.
- Desta forma, o certo seria relativo, e deixaria de ser algo único e absoluto, deixando de ser ligado diretamente ao bem,passando a ser algo com duas faces. Eu, particularmente, definiria o certo como algo imutável e totalmente independente do pensamento humano. Foi uma criação humana, mas não possuímos o poder paramudá-la. É como se fosse um deus.
O outro, tão confuso quanto antes, sabendo que não poderia ganhar aquela, disse:
- Você está fugindo da minha primeira pergunta.
O primeiro homem sorriu.
- Mesmo que euquisesse, não ajudaria. Não ousaria. Hoje em dia, se fosse ajudá-la, poderiam pensar que eu aproveitaria a incapacidade daquela senhora para roubar seus pertences. Não os culpo por isso; com osurgimento de meios de comunicação mais velozes, nós banalizamos a violência. – Ele respirou fundo antes de continuar. – Antes, quando alguém num local morria, as pessoas que viviam próximas a ele sechocavam; aquilo não era normal de se acontecer, de se presenciar. Atualmente, é normal ir ao jornal ou ver televisão e ver, no mínimo, meia dúzia de notícias informando a morte de alguém que você nunca...
tracking img