O capital humano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ana Carolina de Sá Gaspari № USP: 7153484 FE USP noturno
Fichamento 8 – O capital humano – Schultz
Cap. 1- Uma abordagem de investimento para a modernização de uma economia
A abundância de bens e de serviços, assim como uma maior quantidade de tempo utilizável para o lazer, é um fato amplamente sabido. Mas o que não se conhece são os custos e os rendimentos relativos às capacidades e àstécnicas que são responsáveis pela abundância de uma economia moderna. O crescimento econômico tem estado ausente da agenda dos economistas; tem havido uma intensiva pesquisa relativamente aos fatores “ausentes” da produção que possuem explicar os inexplicados elementos residuais inerentes ao crescimento moderno. A procura de uma explicação das mudanças observadas da produtividade é um método fecundo,embora os custos e os rendimentos em função dos componentes da qualidade não sejam computados.
É necessário para um determinado país que seja este, bem dotado de recursos naturais, se tiver de desenvolver uma economia nos moldes modernos. Não é necessário que um determinado país tenha território amplo para que seja modernizado. Durante as décadas recentes, a fonte da abundância moderna é aindustrialização.
A classificação tripartida dos fatores da produção- terra, trabalho e capital- que adveio da economia clássica ainda prevalece, a despeito de suas limitações ao analisar o crescimento econômico moderno. A suposição dos rendimentos decrescentes de trabalho e de capital aplicada à terra, independentemente dos desenvolvimentos seculares, não foi abandonada, embora seja verdade que amaior parte dos modelos de crescimento está, no presente, deixado de lado a terra e concentra-se no trabalho e no capital. Mas o trabalho, como fator de produção, é geralmente tratado como “desembaraço do capital”, em que pesem as mudanças continuadas nas composições das capacidades e das habilidades da força de trabalho; e o capital é restringido, em regra, às formas físicas e usualmente tratado nasuposição vacilante de homogeneidade de capital. Embora os conceitos tradicionais de terra, de trabalho e de capital tenham estado sujeitos a uma crítica forte, a sua reformulação ou o seu abandono não tem entrado para a ordem do dia.
Uma abordagem de investimento é necessária para pensar-se sobre o crescimento econômico. Nesta abordagem, o estoque de capital é aumentado pelo investimento, e osserviços produtivos do capital adicional fazem aumentar a renda, o que assinala a essência do crescimento econômico. Esta abordagem acha-se fundamenta num conceito englobante exaustivo de investimento e uma computação de todos os investimentos adicionais fornece uma explicação completa e consistente das alterações marginais no acervo de capital, das alterações marginais nos serviços produtivosadvindos do capital e das alterações marginais observadas na renda e, em conseqüência, do crescimento.
Os serviços produtivos da terra podem ser ampliados pelo investimento; o investimento no homem pode aumentar tanto as suas satisfações quanto os serviços produtivos, que são a sua contribuição quando trabalha; e os serviços produtivos das máquinas e das estruturas podem, também, ser aumentados destamaneira. Em acréscimo, e uma extensão crescente, registra-se o investimento na pesquisa organizada para a obtenção de informações novas, uma fonte de novas habilidades e de novos materiais (técnicas), que pode alterar significativamente as oportunidades de investimentos na terra, no homem e nas máquinas.
O pensamento econômico tem negligenciado examinar duas classes de investimento, oinvestimento no homem e na pesquisa, tanto no plano privado quanto no plano público. O problema central deste estudo é o de esclarecer a natureza e os objetivos dessas duas atividades.

Da teoria à classificação
O significado de crescimento econômico traduz-se em certa taxa de aumento do número de fluxos de renda por ano. Os acréscimos ao estoque existente é o que conta. Numa dada economia, em que os...
tracking img