E-learning

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6199 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
3
Arquitetura Proposta para um Ambiente de E-Learning

Neste capítulo apresentamos inicialmente diferentes níveis semânticos de
informação a serem considerados em um ambiente de e-learning. Em seguida,
definimos uma arquitetura para possibilitar a implantação destes diferentes níveis
semânticos. O objetivo desta arquitetura é não só contribuir para a adoção de um
modelo para representaçãodo conteúdo educacional, mas também abrir caminho
para outros trabalhos que venham a contribuir para a criação de uma infra-

PUC-Rio - Certificação Digital Nº 0115602/CA

estrutura de banco de dados segundo a nossa visão de e-learning.
3.1. Os Diferentes Níveis Semânticos
Ao analisarmos os processos de e-learning quanto ao que se refere aos
conteúdos de aprendizagem, podemos observar trêsníveis semânticos de
informação. A descrição destes níveis indica a necessidade de modelar a
informação de acordo com diferentes esquemas semânticos. Os três níveis
relacionados aos conteúdos de aprendizagem são:
1. Em um nível mais alto deve ocorrer a coordenação de conteúdos e
atividades de aprendizagem de modo que os objetivos de
aprendizagem

sejam

cumpridos.

Isto

implicaem

definir

agrupamentos (geralmente seqüências) de conteúdos e atividades,
considerando critérios tais como características dos alunos, prérequisitos de conhecimento e ambiente de e-learning. Além destes
agrupamentos, também há a necessidade de rastrear o desempenho
dos alunos nas interações com o ambiente, conteúdo, atividades e
outros participantes.
2. Em um nível intermediáriodevemos considerar os objetos de
aprendizagem, principalmente aqueles que representam os conteúdos
e atividades de aprendizagem. Portanto, é neste nível que se
encontram os materiais digitais de ensino e aprendizagem,
representados por arquivos multimídia e aqueles que representam

Arquitetura Proposta para um Ambiente de E-Learning

30

agrupamentos destes arquivos, através de composiçõesrepresentadas
por links e descrições para contextualizar o conteúdo e atividades.
Assim, além de representar os próprios arquivos multimídia dos
materiais digitais de ensino e aprendizagem, é importante
proporcionar visões destes objetos que sejam personalizadas em
termos de conteúdo e interface segundo o perfil dos alunos e do
próprio ambiente de aprendizagem.
3. Finalmente, em um terceironível observamos a necessidade de
identificar e representar a semântica dos objetos de aprendizagem,
ou seja, é importante estruturar e representar os conteúdos contidos
nos objetos de aprendizagem. Assim, ao invés de reutilizar o
material digital de ensino/aprendizagem, seria possível reutilizar os
conteúdos contidos nos materiais de ensino/aprendizagem e a
PUC-Rio - Certificação Digital Nº0115602/CA

personalização proposta no nível intermediário seria facilitada.
A seguir descrevemos mais detalhadamente estes níveis semânticos.
3.1.1. Coordenação de Objetos e Atividades de Aprendizagem
Neste nível é interessante observar a definição de um processo de
aprendizagem, estabelecendo agrupamentos/seqüências de conteúdos e atividades
que promovam a aprendizagem. Este processo deveser instanciado segundo
características dos alunos e do ambiente de aprendizagem. É ainda essencial
garantir a sua flexibilização, uma vez que uma determinada instância pode ter que
ser adaptada em função das características do andamento do próprio processo.
Podemos considerar a especificação de Projeto Instrucional proposta pela
IMS Global Learning (2003) como uma base para a estruturaçãodeste nível. O
conceito fundamental desta especificação é que, independente do enfoque
pedagógico, uma pessoa tem um papel no processo de ensino-aprendizagem
(tipicamente de aluno ou professor/tutor). Neste papel, esta pessoa trabalha para
atingir certos resultados, através de atividades de aprendizagem (LA - Learning
Activities) ou de suporte mais ou menos estruturadas dentro de um...
tracking img