Diagnostico social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
UNIVERSIDADE ANHANGUERA UNIDERP
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
POLO CARUARU -PE

EDENICE DE MELO SILVA – RA 239246
MARIA LINDINALVA ANDRADE LEMOS – RA 235783
ROSANGELA NASCIMENTO MENDONÇA – RA 222224





CURSO DE SERVIÇO SOCIAL


ESTÁGIO SUPERVISIONADO I



DIAGNÓSTICO SOCIAL












CARUARU – PE
2012
DIAGNÓSTICO SOCIAL“Como uma das etapas propostas pelo Estágio Supervisionado I, ao acadêmico, o Diagnóstico Social seguindo a metodologia de investigação-ação, mais do que um instrumento de pesquisa torna-se parte integrante do processo de intervenção, uma vez que, além de articular diversas visões da realidade social e área de atuação, também facultam a interação e a comunicação entre os diferentes atoresenvolvidos na identificação de determinada realidade. Possibilitando ao acadêmico de Serviço Social uma melhor compreensão do seu papel quanto agente transformador da realidade social”.






Acadêmica:
Edenice de Melo Silva – Ra 239246
Maria Lindinalva Andrade Lemos – Ra 235783
Rosângela Nascimento Mendonça – Ra 222224

Supervisora Acadêmica:
Maria da Conceição C. Maciel - CRESS: 3873 –4ª Região

Supervisora de Campo:
Alanna Cristina da Silva – CRESS: 5465 – 4ª Região



CARUARU – PE
2012
INTRODUÇÃO

A Atenção Primária à Saúde é complexa e demanda uma intervenção ampla em diversos aspectos para que se possa ter efeito positivo sobre a qualidade de vida da população, necessita de um conjunto de saberes para ser eficiente eficaz e resolutiva. É definida como oprimeiro contato na rede assistencial dentro do sistema de saúde, caracterizando-se, principalmente, pela continuidade e integralidade da atenção, além da coordenação da assistência dentro do próprio sistema, da atenção centrada na família, da orientação e participação comunitária e da competência cultural dos profissionais (STARFIELD, 2004).
Desta forma, são definidos os quatro atributosessenciais da atenção primária à saúde: o acesso de primeiro contato do indivíduo com o sistema de saúde, a continuidade e a integralidade da atenção, e a coordenação da atenção dentro do sistema.
A Saúde da Família caracteriza-se como a porta de entrada prioritária de um sistema hierarquizado, regionalizado de saúde e vem provocando um importante movimento de reorientação do modelo deatenção à saúde no SUS. Visando apoiar a inserção da Estratégia Saúde da Família na rede de serviços e ampliar a abrangência e o escopo das ações da Atenção Primaria bem como sua resolutividade, além dos processos de territorialização e regionalização, o Ministério da Saúde criou o Núcleo de Apoio à Saúde da Família - NASF, com a Portaria GM nº 154, de 24 de Janeiro de 2008, Republicada em 04 de Março de2008.
O NASF deve ser constituído por equipes compostas por profissionais de diferentes áreas de conhecimento, para atuarem em conjunto com os profissionais das Equipes Saúde da Família, compartilhando as práticas em saúde nos territórios sob responsabilidade das Equipes de SF no qual o NASF está cadastrado.
Existem duas modalidades de NASF: o NASF 1 que deverá ser composto por nomínimo cinco das profissões de nível superior (Psicólogo; Assistente Social; Farmacêutico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Profissional da Educação Física; Nutricionista; Terapeuta Ocupacional; Médico Ginecologista; Médico Homeopata; Médico Acupunturista; Médico Pediatra; e Médico Psiquiatra) vinculado de 08 a 20 Equipes Saúde da Família e o NASF 2 que deverá ser composto por no mínimo trêsprofissionais de nível superior de ocupações não-coincidentes (Assistente Social; Profissional de Educação Física; Farmacêutico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Nutricionista; Psicólogo; e Terapeuta Ocupacional), vinculado a no mínimo 03 Equipes Saúde da Família, fica vedada a implantação das duas modalidades de forma concomitante nos Municípios e no Distrito Federal.
Excepcionalmente, nos...
tracking img