A utopia de thomas morus nos países árabes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (491 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Utopia de Thomas Morus nos países Árabes

Atualmente, os países árabes/islâmicos no Oriente Médio estão passando por uma fase conturbada, na qual a população vem protestando contra as ditadurasque por muito tempo promoveram a opressão, pobreza e brutalidade.
Países como a Tunísia e o Egito, que já tiveram seus ditadores depostos pelo povo, serviriam perfeitamente como um contra-exemplopara a reflexão de Thomas Morus em “A Utopia”. Tal obra faz alusão a um lugar onde as pessoas vivem sob as mesmas condições, há um valor de igualdade e um soberano cujo poder é legitimado pelo povo.Podemos facilmente relacionar essa evasão de Morus como uma crítica à sociedade, principalmente inglesa, da época, mas que se encaixaria perfeitamente nesses países em questão.
Sem dúvida nenhuma, nomundo árabe há um soberano, mas seu poder não foi legitimado, pelo contrário, foi imposto brutalmente. É com essa atmosfera que parece se espalhar por lá um sentimento de revolta, de revolução. Opróximo ditador que provavelmente será deposto, Muamar Kadafi, soberano da Líbia, representa um rei anti-Utopos (rei da Utopia), cujo valor principal nem de longe é a sabedoria. “Os árabes perceberam quepodiam sair às ruas. A revolta da Tunísia mostrou que era possível derrubar o regime e o Egito confirmou essa tese. A queda de Kadafi é questão de dias e será emblemática para que outros sigam essecaminho”, afirma o cientista político iraniano Meir Javedanfar.
Os países com governos ditatoriais estão perdendo espaço para um que adota política mais próxima com a democracia e que se apresenta maiscoerente com as atuais necessidades de cada indivíduo. Esse processo levará um bom tempo, até mesmo para a população construir essa nova identidade, mas a sede por revolução comandará essastransformações, o que garantirá passos pequenos ao padrão que Morus chamaria de “Utopia”. Será que algum dia alcançaremos “lugar nenhum”?

Relação da obra com a catástrofe japonesa

Podemos relacionar a...
tracking img