A tecnologia social e seus desafios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6130 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A tecnologia social e seus desafios
Renato Dagnino*

Este capítulo explora o processo recente, e em certo sentido único, que se expande rapidamente no Brasil, de conceber tecnologias para a inclusão social (IS). Seu enfoque, interdisciplinar, orientado por problema e para a elaboração de políticas, como convém ao tema, é balizado pelo campo dos Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia(ESCT). Inicia-se com uma pergunta: por que é necessário conceber tecnologia social (TS)? Essa pergunta1 pode ser preliminarmente respondida pela menção a duas razões. Primeiro, porque se considera que a tecnologia convencional (TC), a tecnologia que hoje existe, que a empresa privada utiliza, não é adequada para a IS. Ou seja, existem aspectos na TC, crescentemente eficiente para os propósitos demaximização do lucro privado para os quais é desenvolvida nas empresas, que limitam sua eficácia para a IS. Segundo, porque se percebe que as instituições públicas envol-

* 1

Professor titular da Universidade de Campinas (Unicamp). Este capítulo se origina da “desgravação” de uma apresentação realizada para os participantes do processo de construção da Rede de Tecnologia Social (RTS). Foi mantidaa linguagem informal usada e foram incorporados os quadros projetados aos quais o capítulo faz referência. Foi também introduzida a indicação bibliográfica referente aos autores aludidos. Nas notas de rodapé que se seguem, indico trabalhos recentes que possibilitam aos leitores interessados melhor fundamentação dos argumentos apresentados.

1

Tecnologia social: uma estratégia para odesenvolvimento

vidas com a geração de conhecimento científico e tecnológico (universidades, centros de pesquisa etc.) não parecem estar ainda plenamente capacitadas para desenvolver uma tecnologia capaz de viabilizar a IS e tornar auto-sustentáveis os empreendimentos autogestionários que ela deverá alavancar. Isso torna necessário um processo de sensibilização dessas organizações e de outras,situadas em diferentes partes do aparelho de Estado e da sociedade em geral, a respeito do tema. Tal sensibilização se inicia por um processo de reflexão como o aqui proposto. Para guiar esse processo vou tomar essas duas partes da resposta como hipóteses, concentrando-me em cinco pontos: 1) Como é a TC, a tecnologia que utilizam as empresas privadas? 2) Que tecnologias demanda a IS e os empreendimentosautogestionários? Ou, em outras palavras, como é a TS (denominação que darei a priori, sem conceituar previamente, a essa tecnologia)? 3) O que faz a TC ser diferente da TS? O que diferencia a tecnologia que existe daquela que seria necessária para tornar viável a IS e os empreendimentos autogestionários? 4) Será que as instituições públicas que produzem conhecimento (a universidade, emparticular) podem aproximar essas duas tecnologias? Será que a universidade pode, a partir da TC com a qual está “acostumada”, gerar a TS necessária a esses empreendimentos? 5) Como começar a fazer com que a universidade possa, de fato, engajar-se numa empreitada tão difícil, tão ampla, mas tão necessária para o Brasil e para outros países?

2

A tecnologia social e seus desafios

Como é a TC?Abaixo, para fixar idéias e guiar o leitor, e tal como farei ao longo deste capítulo, apresento uma síntese do que estou expondo.

Como é a TC?
• Mais poupadora de mão-de-obra do que seria conveniente; • Possui escalas ótimas de produção sempre crescentes; • Ambientalmente insustentável; • Intensiva em insumos sintéticos e produzidos por grandes empresas; • Sua cadência de produção é dada pelasmáquinas; • Possui controles coercitivos que diminuem a produtividade.

Sobre a primeira questão – como é a TC? –, eu diria que ela é mais poupadora de mão-de-obra do que seria conveniente. A história da tecnologia, a história da produção do conhecimento, mostra uma trajetória de economia do trabalho humano. Se isso é inerente à maneira de o homem trabalhar, de se relacionar com a natureza, ou se...
tracking img