A psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (589 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A psicologia, ao participar do desafio contemporâneo do diálogo inter, multi e transdisciplinar, tem sua definição precária de identidade dissolvida, revelando seu potencial de olhar para acomplexidade de seu objeto. Tal situação tem o potencial de propiciar a construção de novas formas e práticas de se pensar o saber psicológico. Todavia, convida à realização de atividades cada vez mais emsintonia com outros saberes. Assim, uma dupla tarefa impõe-se: dialogar, ultrapassando fronteiras antes demarcadas, e sustentar um discurso construtor de uma identidade específica do saber psicológico.Considerando-se o texto, assinale a afirmação CORRETA.
 
(a) A identidade emergente da psicologia contemporânea supera as suas dicotomias epistemológicas, ao dialogar com outros saberes,referendando-se neles, pois esses saberes possuem uma maior segurança metodológica;
(b) A psicologia como ciência foi marcada pela tensão dos projetos de sua constituição, estabelecendo uma epistemologia únicaque se expressa em múltiplos métodos, que podem dialogar com outros saberes;
(c) A psicologia, ao participar do diálogo inter, multi e transdisciplinar, tem reconstruído as fronteiras de suaidentidade, pois, no contato com saberes diversos, revela sua característica: a complexidade epistemológica e metodológica;
(d) O diálogo inter, multi e transdisciplinar dificultam a definição formal dapsicologia como ciência, pois dissolve a identidade já bem constituída do saber psicológico, propondo uma identificação com outras formas do saber sobre o homem;
(e) O psicólogo tem sido convidado arealizar diálogos que o desafiam a construir uma linguagem inter, multi e transdisciplinar, centrada no discurso epistemológico das ciências exatas, como a física quântica, e das ciências biológicas, comoa genética.
(ENADE/2009)
2- Assinale a afirmativa CORRETA, a respeito da concepção de homem, entendido como um ser “sócio-histórico”, segundo Bock, Furtado & Teixeira (1999):
 
(a) Existe...
tracking img