A mulher no mercado de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4538 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE BOA VIAGEM
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Sociologia












A mulher no mercado de trabalho




















Aluno:
Kevin Ferreira Corcino








Recife, Dezembro de 2009
1. Missão Coorporativa

Superar as expectativas gastronômicas dos clientes, aliando produtos sofisticados,de alta qualidade com segurança e praticidade.

2 Análise Macroambiental

2.1. Ambiente Demográfico

O estado de Pernambuco é localizado na região Nordeste do Brasil e seu território abrange uma área de 98.311 km2, na qual vivem cerca de 8 milhões de pessoas. A capital do estado é Recife, cidade que abriga uma população de aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. De acordo com os dadoscoletados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística),











Gráfico Crescimento populacional na cidade do Recife
Fonte:IBGE


Grande parte da população pernambucana é constituída por pessoas pardas, as quais representam 53,3%, incluindo ainda 40,4% de brancos, 4,9% de negros e 0,5% de amarelos ou índios. Quanto à estrutura por sexo, oshomens representam 47% da população, e as mulheres, 53%.








Gráfico Representação por sexo
Fonte: IBGE

Segundo pesquisa IBGE (2007), 72% da população brasileira tem mais de 16 anos, ou seja 135.100.000 pessoas com idade de estarem economicamente ativas. A população brasileira em sua totalidade está dividida emclasses A, B, C, D e E. Apenas 15% da população se encontram nas classes A e B, enquanto que 46% estão na classe C e 39% nas classes D e E.

2.2 Ambiente Econômico-financeiro

A economia mundial está vivendo um momento único na história, a crise acarretada pelo crash do mercado imobiliário americano vem afetando a liquidez do mercado financeiro. Em todo o mundo, acentuam-se problemaseconômicos e sociais e neste contexto está inserido o Brasil. A má distribuição de renda e o desemprego são fatores que afetam a economia e provocam uma tendência no corte da renda familiar no que se refere aos serviços considerados supérfluos. Esta situação afeta a demanda pelos serviços prestados por empresas na área da gastronomia, visto que é um serviço tido como atividade extra. Apesar dosprincipais indicadores economicos demonstrarem a desaceleração da economia mundial, o setor gastronomico porém cresce a cada ano. Segundo dados da Abrasel em 2008 o setor agrupava cerca de 800 mil empresas sendo responsável pela geração de 6 milhões de postos de trabalho diretos.
A cidade do Recife registrou um PIB de aproximadamente 16,7 bilhões de reais em 2005. O PIB per capita da cidadeatingiu 11.102 reais. Dois terços do PIB são provenientes comércio e serviços. As empresas procuram cada vez mais praticidade aliada a uma maior produtividade. A alimentação e a duração das refeições dos seus funcionários são cada vez mais uma preocupação dos gestores, o fator tempo está relativamente proporcional com a produtividade.

2.3 Ambiente Político-legal:

Determinadas leisprotegem os empreendimentos de abusos para com os funcionários e os próprios clientes, muitas vezes também limitam os negócios.
De acordo com o Decreto-lei N.º 5.452, de 1º de maio de 1943 o artigo 2 diz que considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviço. Portanto, éimprescindíveis que os empreendimentos estejam de acordo com as leis trabalhistas e de defesa do consumidor. Visando um estabelecimento regulamentado, temos de fazer pesquisa para verificar a idoneidade dos prestadores de serviços que irão nos fornecer Mão-de-Obra Temporária e até Terceirizada.
Trabalhadores temporários são conceituados pela lei como as pessoas físicas que prestam trabalho temporário...
tracking img