Mulher no mercado de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2322 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO: ONTEM E HOJE

ALVARENGA, Leandro Rezende1 GARCIA, Aline Aparecida LIMA, Marisa de Oliveira OLIVEIRA, Rafael Dantas de PEREIRA, Ana Paula Batista RODRIGUES, Ana Cláudia Jarins

RESUMO Um olhar no passado para entendermos o futuro. Assim, podemos verificar como a mulher lutou e luta pela igualdade numa sociedade machista, engessada e que sempre teve dificuldadesdiante da crescente conquista feminina no mercado de trabalho. As duas grandes guerras mundiais foram fundamentais nesse processo, no qual a mulher teve que obrigatoriamente entrar no mercado de trabalho. No Brasil, especificamente, há mais mulheres do que homens. É fato que a discriminação e a diferença de salários continuam evidentes. Mesmo com as diversas leis criadas principalmente no séculoXX, a desigualdade social persiste. INTRODUÇÃO O artigo trata sobre a mulher no mercado de trabalho através de um olhar histórico, onde aponta-se quando e como a mulher começou a se tornar a provedora do lar, situação anteriormente dedicada apenas aos homens. Mulheres que precisaram trabalhar sempre foram desvalorizadas e vistas com olhos preconceituosos por parte da sociedade. Essa situaçãoperdurou até meados dos anos 70, onde finalmente começaram a mudar esse quadro, conquistando cada vez mais espaço e direitos. Hoje pode-se observar muitas mulheres em cargos de liderança em diversos segmentos. Até mesmo o cargo máximo da nossa república, a presidência, é ocupado por uma mulher. Se imaginássemos essa situação há 30 ou 40 anos, seríamos taxados de “loucos” ou sem juízo. Mas apersistência e competência da mulher mostra um quadro totalmente diferente do imaginado há tempos atrás. Podemos ver mulheres nos tribunais, nas universidades, nos trabalhos considerados “masculinos”, como na área de mecânica, ou ainda como motoristas de ônibus ou caminhões.
1

Artigo elaborado pelos alunos do 2º semestre do curso de Administração do CEUNSP – Centro Universitário Nossa Senhora doPatrocínio – sob a orientação da prof. Ms. Mara Sueli M. Miguel.

Apesar de todas essas conquistas, a discriminação ainda persiste. A desigualdade salarial e a desvalorização por muitos ainda persistem. Muito já foi feito, mas ainda há muito que fazer para que cada vez mais diminua essa desigualdade. O artigo foi elaborado através de pesquisas bibliográficas e em pesquisas documentais e métodomonográfico. 1. MULHER NO MERCADO DE TRABALHO A história conta que a mulher tem como principal função cuidar da casa, do marido e dos filhos. A Bíblia, no livro de Gênesis, capítulo 3, versículo 16 “E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará”. Essa mensagem mostra que, desde o princípio, opapel da mulher sempre foi de apenas auxiliar o marido e cuidar da casa. O fato decorreu durante séculos. Até que chegou a Revolução Industrial, o início dos movimentos feministas no final do século XIX e início do século XX por diversos direitos (voto, propriedade) e, no caso que tratamos aqui, trabalhistas. Após um grande período de exploração da mulher no mercado de trabalho, os direitostrabalhistas das mulheres começaram principalmente durante o governo de Getúlio Vargas (1930 – 1945) em que muitos desses direitos foram adquiridos. Igualdades de salários, proibição de mulheres grávidas trabalharem no período entre quatro semanas antes do parto e quatro semanas após, proibição de demitir mulher em período de gravidez, foram algumas das leis estabelecidas na Constituição de 1932. “Mesmo comessa conquista, algumas formas de exploração perduraram durante muito tempo. Jornadas entre 14 e 18 horas e diferenças salariais acentuadas eram comuns. A justificativa desse ato estava centrada no fato de o homem trabalhar e sustentar a mulher.” (PROBST, 2010, p. 2). 1.1 Dos anos 70 em diante A partir dos anos 70, a mulher foi conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho. O...
tracking img