A mente – conjunto integrado de processos cognitivos, emocionais e conativos.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A MENTE – conjunto integrado de processos cognitivos, emocionais e conativos.
O cérebro é a base fisiológica da mente, mas o seu conhecimento especializado não é suficiente para esclarecer os processos que nela ocorrem.
Da concepção linear à concepção integradora de mente
Outrora, a mente era perspectivada como uma serie de componentes cognitivas ou intelectuais, independentes umas das outras.Tinha-se uma concepção muito restrita de mente, associando-a a funções meramente cognitivas, nada tendo a ver com o corpo, com a sensibilidade e com as emoções.
As conclusões dos estudos feitos pelos neurocientistas atestam a que a mente é um sistema de interações organizadas de modo complexo.
Estas conclusões conduzem também a um conceito mais alargado de mente, agregando processosintelectuais, afetivos e conativos.

A cognição refere-se aos processos mentais ligados ao pensamento, ou seja, À compreensão, ao processamento e à comunicação do saber.
A emoção refere-se a aspetos afetivos, agradáveis ou desagradáveis, que acompanham as nossas vivências.
A conação refere-se à dinamização para a ação, isto é, aos fatores motivacionais e intencionais da pessoa.

O carácter específicodos processos cognitivos (percepção, aprendizagem, memória)
A percepção – captação significativa do mundo

A todo o momento contactamos com o mundo, dispondo de órgãos dos sentidos para captar os seus estímulos. A esta captação de estímulos realizada pelos órgãos sensoriais dá-se o nome de sensação. É com as sensações que se inicia o conhecimento, mas este não termina com elas, pois não bastasentir os estímulos, é necessário interpretá-los.
As sensações, base elementar do conhecimento, organizam-se em percepções.
Percepção é o processo de organização e interpretação da informação sensorial que nos permite identificar objectos e conhecimentos.
A percepção é uma operação cognitiva essencial na compreensão do mundo à nossa volta.

Os estímulos, por si sós, nada nos dizem. Sons ecores, por exemplo, são algo que so adquire realidade quando os impulsos nervosos provocados pela estimulação do tímpano e da retina alcançam áreas cerebrais especificas. Só aí é que surge a consciência de qualquer coisa de significativo.

Carácter selectivo da percepção – a atenção

Não percepcionamos todos os estímulos, o que nos beneficia, evitando que possamos cair num estado de confusãomental.
A possibilidade de alguns estimulos atingirem o cérebro e outros não deve-se a uma espécie de filtro seleccionador designado por atenção.
Atenção – concentração da nossa mente sobre qualquer coisa que nos atrai e surge de modo evidenciado.
Há dois tipos de atenção: a voluntária e a involuntária.
Voluntária – depende do individuo, dos seus interesses e motivações.
Involuntária – édespertada pelo meio exterior, evidenciando um objecto em relação aos restantes.
A atenção é condicionada por vários factores; os internos, inerentes ao ser humano, contam-se as motivações, os hábitos, as espectativas, o estatuto social e a profissão. Os externos, que dizem respeito aos estímulos do meio fazem parte a intensidade do estímulo, o contraste, a luminosidade e o movimento.

Segundo ospsicólogos da gestalt, a percepção é sempre de figuras ou formas salientes e vivas que se inscrevem em fundos reentrantes e neutros.
A percepção como organização de estímulos é facilitada pela segregação processada no campo perceptivo entra a figura e o fundo.
Quando o contraste entre a figura e o fundo se atenua, torna-se mais difícil interpretar o que percepcionamos, havendo casos deindiferenciação figura-fundo, reversibilidade figura-fundo e ambiguidade da figura.
A tendência inata do ser humano é de organizar os estímulos de modo a construir boas formas, ou seja figuras simples, regulares e simétricas.
Nesta organização, o ser humano obedece a leis, designadas por leis de gestalt ou leis da percepção, que explicam a estruturação de boas formas: o fechamento, a continuidade, a...
tracking img