A guerra do fogo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3149 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Guerra do Fogo


Antes de existir várias teorias a respeito da evolução, havia uma visão que predominava sobre a criação do homem: a hebraica cristã. O livro de gênesis relata:

Deus disse: “Façamos o homem a nossa imagem, como nossa semelhança, e que eles dominem sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre aterra”. Livro da Gênesis, Bíblia.

Essa visão teocêntrica, criacionista, é carregada de dogmas, e tem a necessidade da fé para acreditar. O estudo dessa visão fica a caráter da teologia (Teologia, no sentido literal, é o estudo sobre Deus, theos, "Deus" + logos, "palavra", por extensão, "estudo". Como ciência tem um objeto de estudo: Deus. Como não é possível estudar diretamente um objeto que nãovemos e não tocamos, estuda-se Deus a partir da sua revelação. No Cristianismo isto se dá a partir da revelação de Deus na Bíblia. Por isso, também se define teologia como um falar a partir de Deus): Retratada por S.Agostinho em seu estudo sobre a teologia (teologia natural) : a cosmologia fala que, a matéria foi, a princípio, criada por Deus, que lhe depôs no seio os germes específicos de todosos seres. Estes germes, em condições favoráveis, desenvolvem-se na sua plenitude específica. A criação foi, pois, instantânea. A narração dos seis dias não implica distinção ou sucessão de tempo, mas apenas exposição doutrinal das diferenças espécies de criaturas dispostas segundo seis graus de perfeição. Deus não é o tempo, o qual é uma criatura de Deus: o tempo começa com a criação. Já em SãoTomás de Aquino o homem surge da união da alma com o corpo A alma, princípio imaterial, une-se ao corpo como a forma à matéria, o ato à potência, formando um composto substancial. Da alma recebe o corpo a existência, a vida e todas as outras perfeições. Do corpo recebe a alma, que é substância incompleta, o complemento natural de sua natureza e o material necessário ao pleno desenvolvimento de suaatividade. A natureza e a existência da alma foi tema de grandes discussões na época das grandes navegações, que, trouxe conseqüências nas culturas indígenas, pois, os colonizadores acreditavam que eles não a possuíam, eles eram animais, seres da floresta, um mero caminho entre a animalidade e a humanidade, levavam uma existência infeliz e miserável, eram preguiçosos, viviam com eterno pavor dosobrenatural, eram atrasados, estúpidos, de uma simplicidade brutal, eram movidos por uma criminalidade congênita, para dar-lhes uma alma era necessário catequizá-los. Depois da visão agostiniana e tomista, passa a ter a existência do homem um caráter reflexivo e racionalista com Descartes, criticista com Kant e histórica com Hegel, ele também dá ao homem negro um caráter de coisa, objeto de poucovalor.
Sendo a antropologia, (estuda o homem como espécie), uma ciência ocidental, tem por fundamento uma representação da concepção do homem sobre a perspectiva do ocidente, que possui forte influência do cristianismo, pela condição histórica da Igreja Católica. Como toda ciência, possui uma natureza zetética, tem seu objeto, método e aplicações, fugindo de conceitos e valores baseados no sensocomum, pois podem acabar estabelecendo estereótipos, carregados de juízos de valor, criando até preconceitos. Cabe ao antropólogo se isentar dos valores produzidos, impostos ou condicionantes dos “aparelhos ideológicos do Estado”, Louis Althersser, seja ele, a igreja (religioso), a escola (educacional), jurídico, político, sindical (Estado) ou sua própria família (grupo ao qual pertence), parapoder produzir ciência. Luiz Henrique Passador relata acerca do campo da antropologia:

O campo da antropologia: “... é na cultura ocidental que se constitui uma ciência que sistematiza as formas de conhecimento acerca das diferenças culturais. Portanto a antropologia é uma ciência ocidental e sua história resulta das experiências e interpretações históricas vividas e produzidas pelo ocidente”....
tracking img