A crise de 1962/7 e o milagre econômico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1381 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Compare as diferentes interpreteações sobre a crise econômica de 1962-1967
O Brasil, nos anos 60 atinge um alto nível de crescimento, resultante principalmente do processo de substituição de importações e do Plano de Metas. As taxas de crescimento oscilavam entre 6,5 a 10% ao ano. Apesar do saldo positivo, o crescimento econômico era acompanhado por uma inflação igualmente elevada. Além dosurto inflácionário que infundou-se na economia, outro problema do país era a necessidade de reformas instituicionais. A política econômica durante a década de 60 será praticamente fundamentada no combate inflacionário e pela tentativa de retomada e acelerarção do crescimento econômico. Uma possível interpretação para a crise se dá pela visão estagnicionista, onde se destaca oenfraquecimento ou ainda esgotamento do processo de substituição de importações, que viria a gerar inflação por conta de um excesso de demanda. A outra visão define a razão da crise como uma crise cíclica endógena, característica típica de uma economia industrial capitalista. A crise seria então resultante do fato da economia industrial brasileira ter entrado na fase de dinâmica capitalista. Essadinâmica, por sua vez, é explicada pela inter-relação dos setores, onde a desaceleração dos investimento faz com que os demais setores econômicos fossem igualmente afetados.
2. Que aspectos políticos influenciaram a política econômica durante o período 1962-1967
O período anterior, a 1962 é marcado por grande euforia. Houve a intensificação do processo de substituição das importações resultandona elevação do PIB em torno de 6,9% ao ano, mas também seguido por um alto grau inflacionário. Apesar da euforia econômica, o quadro político refletia um cenário de ebulição. Primeiramente houve a renuncia do Presidente Jânio Quadro, a tentativa fracassada de implantar um regime parlamentarista, e uma amplitude de movimentos sindicais reinvidicando reajustes salariais defazados por conta dos altosníveis inflacionários. O quadro político era, portanto, realmente alarmante. As políticas econômicas dos anos 1962-1967 seriam orientadas pelo controle inflácionário. Acreditava-se que a inflação era o grande mal infestado na crise e somente controlando a inflação poderiam ser resolvidos os demais aspectos críticos da política econômica brasileira.

3. Explique os objetivos do PlanoTrienal, de Celso Furtado, os instrumentos utilizados para sua implementação e seus resultados.
Este plano tinha o objetivo de principal de conciliar o combate inflácionário a manutenção das taxas de crescimento do período anterior, em torno de 7% e também implementar pequenas reformas estruturais. O plano era caracterizado por políticas recessivas, fundamentando-se na contração monetária.O plano se articulava pelo controle do déficit público, elevação da carga fiscal, captação de recursos do setor privado no mercado de capitais e mobilização de recusos monetários. O resultado não foi positivo. Pode-se inclusive inferir que o plano foi um fracasso. A elevação de preços programada era entorno de 25% e saldo final foi de 78%. A meta de crescimento esperado era de 7%enquanto o crescimento pós-plano foi de apenas 1,6%. Por fim, o déficit de caixa do Tesouro Nacional praticamente dobrou em relação ao valor programado.
4. Qual era o diagnóstico do PAEG sobre as causas da inflação brasileira?
A crise dos anos 60 é resultante da aceleração inflácionária, que desde o início da década assolava o país. Além da desvalorização cambial, o problema inflácionário geravainsegurança no meio empresarial o que provocava a queda dos investimentos no país e diminuia consequentemente o seu rítmo de crescimento. A inflação foi então diagnosticada como um problema de demanda.
5. Quais os principais objetivos do PAEG?
O objetivo do PAEG é retomar e acelerar o crescimento do PIB, conter o processo inflacionário, corrigir pequenos desequilíbrios setoriais e regionais,...
tracking img