A contabilidade da matriz e da filial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6227 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CONTABILIDADE DA MATRIZ E DA FILIAL - UMA
PROPOSTA DE CONTROLE GERENCIAL





RESUMO
Abrir uma filial é uma forma de expandir os negócios de uma empresa, pois possibilita que novos mercados sejam alcançados.
São necessários alguns registros da contabilidade descentralizada para controle das operações das filiais epara que seja facilitado o cálculo do lucro por estabelecimento.
As operações intercompanhia que ocorrerem devem ser registradas na contabilidade, mas devem ser eliminadas por ocasião da preparação das demonstrações contábeis.



1- Característica das Operações de uma Filial
Quando uma organização já existente vê uma possibilidade de expansão em seupróprio mercado ou de estabelecer-se em outro, criando novas oportunidades para seus produtos ou serviços, é a ocasião adequada para criação de uma filial onde se concentre as operações do novo mercado. A sede da filial pode se situar em outro bairro da cidade ou do país, onde quer que se situe geograficamente o novo mercado. O principal objetivo da criação da filial é expandir as vendas daorganização. Mesmo não sendo legalmente uma entidade separada, a filial funciona quase autonomamente, mantendo a Contabilidade relacionada às suas vendas, os estoques, contas a receber, e a pagar, e despesas. A filial pode, entretanto, deixar que o controle de certas atividades comuns a companhia como, por exemplo: produção ou folha de pagamento, seja controlada pela matriz.
Outra formada organização expandir suas vendas e penetrar em um novo mercado, é uma agência. Uma agência é um estabelecimento que tem amostras dos produtos ou descrição dos serviços da companhia, com o objetivo de contratar vendas ou ordens de serviços. Diferentemente da filial a agência usualmente não tem poder de aprovar contratos e sua função é exercida totalmente sob o controle centralizado da matriz.Na prática, porém, o controle exercido sobre a filial ou a agência é decorrente da política gerencial adotada na organização, o que resulta em algumas formas híbridas de operação de filial ou agência, dessa maneira, encontram-se agências que mantêm sua própria Contabilidade de contas a receber e a pagar, filiais que precisam da aprovação da matriz para seu departamento de crédito, eassim por diante.


Não importando sua forma exata de organização, as operações de uma filial devem ser contabilizadas separadamente, mesmo porque é mais conveniente manter descentralizados os registros, pois, a filial opera geograficamente separada da matriz, ou para determinar a rentabilidade gerada pela filial ou mesmo por ambas as razões.2 - As Normas Brasileiras de Contabilidade para as Filias


A Resolução do Conselho Federal de Contabilidade N° 684 de 14 de dezembro de 1990 aprovou a NBC T 2.6 (Norma Brasileira de Contabilidade) que trata da escrituração contábil das filiais, estas normas foram publicadas no Diário Oficial da União a 27 de agosto de 1991. Segue na Integra o texto dasnormas.


NBC T 2.6- DA ESCRITURAÇÃO CONTABIL DAS FILIAIS
01- A Entidade que tiver unidade operacional ou de negócios, quer
como filial, agência, sucursal ou assemelhada, e que optar por
sistema de escrituração descentralizada, deverá ter registroscontábeis que permitam a identificação das transações de cada
uma dessas unidades, observado o que prevê a NBC T2 - Da
Escrituração Contábil.
02 - A escrituração de todas as unidades deverá integrar um único
sistema contábil, com a observância dos Princípios...
tracking img