Matriz e filial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1432 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIESP

FACULDADE DIADEMA









Trabalho de

Contabilidade Intermediária











Turma: Ciências Contábeis – 4º semestre





DIADEMA



2011

UNIESP

FACULDADE DIADEMA













Matriz e Filial

Provisão para contingência











Atividade solicitada pelo Professor Reinaldo Fajardo para entrega no dia 24 de Novembrode 2011, como requisito obrigatório para a disciplina de Contabilidade Intermediária.







DIADEMA



2011



Matriz e filial



Definição:

Matriz

Segundo Silvério das Neves (2004, p. 317), Matriz é: O estabelecimento sede ou principal, ou seja, aquele que tem primazia na direção e a que estão subordinados todos os demais, chamados de filiais, sucursais ou agências.Representa, portanto, todo o estabelecimento mãe, exprimindo a fonte ou a origem donde provêm as coisas.

Filial

Corresponde a qualquer estabelecimento mercantil, industrial, ou civil, dependente de outro ou da sede de outro que detém ou tem o poder de comando sobre ele. As filiais representam, portanto, os estabelecimentos filhos.

Sucursal

Estabelecimento comercial ou industrial queopera na dependência da matrz, em local distinto ao do estabelecimento principal, com objetivo de realizar melhores negócios, ou seja, ser mais eficiente. Tem maior autonomia administrativa, opera com maior liberdade de decisão, porém, ligada à orientação e direção da matriz.

Portanto, a sucursal tem categoria superior r posição hierárquica mais elevada que a filial.

Agência

O vocábulo deagência é usualmente utilizado, no Brasil para designar a filial de um estabelecimento bancário ou dos correios. É localizado fora da sede, mas a esta subordinada. Tem o mesmo significado de filial e sucursal.



Disposição do Conselho Federal de Contabilidade

O Conselho Federal de Contabilidade, através da Resolução CFC 684/90 introduziu nas Normas Brasileiras de Contabilidade as regras deescrituração contábil das filiais.



NBC T. 2.6 – Da Escrituração Contábil das Filiais

A entidade que tiver unidade operacional ou de negócios, quer como filial, agência, sucursal ou assemelhada, e que optar por sistema de escrituração descentralizado, deverá ter registros contábeis que permitam a identificação das transações de cada uma dessas unidades, observando o que prevê a NBC T – DaEscrituração Contábil.

➢ A Escrituração de todas as unidades deverá integrar um único sistema contábil, com a observância dos Princípios Fundamentais de Contabilidade aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade.

➢ O grau de detalhamento dos registros ficará a critério da Entidade.

➢ As contas recíprocas relativas às transações entre matriz e unidades, bem como entre estas,serão eliminadas quando da elaboração das demonstrações contábeis.

➢ As despesas e receitas que não possam ser atribuídas às unidades serão registradas na matriz.

➢ O rateio das despesas e receitas, da matriz para unidades, ficará a critério da administração da Entidade.



Procedimentos a serem adotados

Em decorrência dos preceitos legais, infere-se que a empresa que tiverfiliais poderá adotar os seguintes critérios para a contabilidade:

Contabilidade Centralizada – Entende-se como centralizada aquela em que se lança no livro diário da Matriz todo movimento das operações da matriz e das filiais.

Convém esclarecer que, mesmo efetuando a contabilização de forma centralizada, é possível segregar no plano de contas da Matriz, as contas dos diversos estabelecimentosda empresa de sorte a se efetuar a contabilização de cada operação na filial correspondente, sendo dessa forma, possível apurar o resultado, apresentar informações e demonstrações contábeis de cada filial como se fosse uma unidade absolutamente autônoma.

Embora a empresa possua escrituração centralizada, sua administração pode requerer algumas informações por filial, por exemplo, que se...
tracking img