Epidemiologia do envelhecimento no nordeste

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (926 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Epidemiologia do envelhecimento no Nordeste do Brasil: resultados de inquéritos domiciliar

INTRODUÇÃO

O rápido processo de envelhecimento da população brasileira tem sido estudado com maisfrequência nos últimos tempos. Estima-se que a faixa etária com 60 anos ou mais passará de 5% da população total, em 1960, para 14% em 2025.

Cerca de 75% dos idosos do Brasil vivem nas regiões Sudestee Nordeste. As condições precárias da vida no Nordeste tem motivado a migração de muitos jovens para outras regiões do País.

Esse envelhecimento rápido da população brasileira proporciona desafioscada vez maiores aos serviços de saúde, sendo imprescindível o conhecimento das necessidades e condições de vida desse segmento da população brasileira.

O objetivo deste trabalho é traçar o perfilmultidimensional dos idosos de uma área urbana no Nordeste e compará-lo com dados de estudo semelhantes realizado na cidade de São Paulo.

MÉTODOS

Amostragem

O trabalho foi realizado em 5distritos de Fortaleza (Sede, Parangaba, Messejana, Mondubim e Antonio Bezerra) com pessoas com 60 anos ou mais com os indicadores: renda do chefe da família, percentagem de casas com saneamento, níveleducacional, tipos de habitação e proporção de pessoas com 60 anos ou mais, o que possibilitou a identificação do distrito com melhor, intermediário e pior nível socioeconômico (Fortaleza, AntônioBezerra e Parangaba, respectivamente).

Seleção dos domicílios

Foi feito o ordenamento e seleção por nível socioeconômico, identificando os setores censitários e realizando amostragem aleatóriasimples de idosos do mesmo domicílio.

Tamanho da amostra

Os distritos da Sede, Parangaba e Antonio Bezerra apresentavam, respectivamente, uma população de 744.000 (7% de idosos), 268.080 (6,4% deidosos) e 193.914 (5% de idosos) habitantes, sendo estudado, aproximadamente, 0,5%, 1,5% e 2% dos idosos, respectivamente.

Instrumento

Foi adotada a versão brasileira do questionário OARS para...
tracking img