A bauhaus e suas fases

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1900 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1.0 Introdução à Bauhaus
Para que possamos entender de forma pragmática a história e importância da Bauhaus para o desenvolvimento do design como ofício, é necessário situa-la historicamente. Henry van de Velde vem a Weimar a convite do Grão-Duque da Saxônia para trabalhar como consultor artístico em 1901 e seis anos mais tarde funda a Escola de Artes e Ofícios do Grão-Ducado da Saxônia emoposição a outra rígida instituição que também operava, a Escola Superior de Artes Plásticas do Grão-Ducado da Saxônia. A ideia de Van de Velde já é o embrião do que mais tarde se tornaria a grande ideia que baseia a criação da Bauhaus. Em 1915 Van de Velde sugere vários ilustres para sua sucessão, e entre eles está o futuro fundador da Bauhaus, Walter Gropius. Gropius era um ilustre arquiteto, quedurante alguns anos foi assistente de Behrens, que já se destacara antes da guerra por uma série de construções que o haviam revelado um arquiteto progressista - que não negava a técnica mas que antes empregava conscientemente suas possibilidades estéticas construtivas. Gropius sugere em um memorial em 1910 a criação de uma sociedade para a construção civil que trabalharia segundo o mesmo princípio dadivisão de trabalho na indústria. Pensamento este que mostraria-se ao longo do tempo alinhado com os objetivos futuros de desenvolvimento da sociedade industrial em ascensão. Gropius foi o precursor na quebra da barreira entre arte a artesanato, aproximando de maneira inédita a arte da produção industrial. Nota-se que Gropius esteve sempre muito ideologicamente próximo de Muthesius e do Werkbund,e consegue quinze anos mais tarde transformar a realidade com a Bauhaus de Dessau. Em 1916 Gropius apresenta as Propostas para a fundação de um estabelecimento docente como centro de orientação artística para a indústria e o artesanato para o Ministério de Estado de Weimar deixando transparecer que mesmo depois de passados seis anos as ideias continuavam a fazer sentido enquanto um projetoabstrato. Em sua primeira parte essa Proposta nada mais é do ideias já conhecidas do Werkbund, na mesma linha de pensamento e proposta do memorial de 1910 aonde o artista deve “entender-se de forma inteligente com a máquina e colocá-la a seu serviço [...] pois o artista possui a capacidade de insuflar uma alma ao produto inanimado da máquina [...] sua colaboração não é um luxo, não é um suplementovoluntário, mas deve se transformar em um componente imprescindível de toda a obra da indústria moderna”.

Na segunda parte as Propostas, em que se faz alusão a um “estabelecimento docente criado pelo Estado como centro de orientação artística para a indústria e o artesanato” parece ter operado em Gropius uma radical mudança de opinião. Gropius tenta se adaptar aos pequenos artesãos e aos pequenosfabricantes estabelecidos em Weimar. É possível aí enxergar isto estas ideias como uma manobra política para conseguir a confiança dos fabricantes. Junto com as Propostas estava o programa da Bauhaus, aonde Gropius levanta a questão que “a base indispensável para toda a criação artística é a formação artesanal básica de todos os estudantes de oficinas e ateliês”, afirmando que “todo estudante deveriaaprender um ofício”. É clara a distância entre estas ideias derivadas do ideal de artesanato da Idade Média e o ideal progressista manifestado em 1910. A explicação para esta mudança são acontecimento temporais específicos. A guerra e o pós-guerra mudaram a percepção de Gropius sobre a máquina e quanto a doutrina progressista a ela ligada. Perdido em usa visão, esperava poder dar sentido e direção aocomércio através de uma volta a Idade Média. Em sua fundação em 1919 a Bauhaus entra dividida entre a utopia da volta a Idade Médio como meio de dar sentido ao mercado e com ideais progressistas como as ideias do Conselho de trabalho para a arte - grupo de artistas e intelectuais engajados no socialismo revolucionário formado em Berlim em 1918 - que, conforme reza o manifesto, “Arte e o povo...
tracking img