A arte de andar nas ruas do rio de janeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (290 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
No conto de Rubem Fonseca, o autor relata a história de um andarilho chamado Augusto (nome verdadeiro Epifânio) que, após ganhar na loteria, resolve abandonar seu empregona companhia de água e esgoto para dedicar-se ao seu sonho de virar escritor. Assim, começa a escrever sobre a cidade do Rio de Janeiro.
Para isso ele passa acaminhar durante a noite e observar as ruas da cidade com calma, admirando detalhes que durante a vida corrida do dia-a-dia seria impossível de se notar.
Em suas andanças,Augusto percebe muitas coisas, entre elas, que o cinema serve de igreja pela manhã e a tarde exibe filmes pornográficos. Isso nos mostra como hoje os mesmo espaços nascidades possuem várias funções.
O andarilho também nota que as ruas à noite tornam-se mais vazias e perigosas, tornando o risco de violência maior. Esse é outro ponto queo autor implica bastante ao longo do texto, dizendo que apesar de muitas lojas possuírem vigias, eles, na maioria das vezes, não se atrevem a interferir nos assaltos, pormedo de uma reação dos assaltantes.
E enquanto não está caminhando, Augusto ensina as prostituas a ler e a escrever usando recortes de jornais que relatam o cotidianodo ambiente em que elas vivem, buscando dessa forma, mostra-las como é o meio social em que se encontram.
O andarilho anda no centro da cidade com o objetivo dereinterpretá-lo através de elementos sempre presentes, mas muitas vezes esquecidos, como a miséria, o lixo e a prostituição.
O conto enfatiza muito essa questão dadescriminalização que os menos favorecidos sofrem nas grandes cidades. Dando atenção maior aos mendigos, as prostitutas, que estão em toda parte, porém ninguém se importa com eles.
tracking img