A andragogia em confronto com a formação pedagógica para a prática do docente do ensino superior

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1445 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A ANDRAGOGIA EM CONFRONTO COM A FORMAÇÃO PEDAGÓGICA PARA A PRÁTICA DO DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR




Marcia de Oliveira Torres Vanderlei
E-mail: marcia.otv@uol.com.br




Resumo
Este trabalho tem por objetivo comparar as práticas cotidianas dos professores universitários que não assumem sua identidade docente no que diz respeito à formação pedagógica e ao processo deensino-aprendizagem. Em contrapartida, estes docentes são experientes no campo de trabalho e dominam teoricamente os conteúdos, trazem em sua bagagem uma história de vida e estão dispostos a aprender e transformar. Apesar das transformações na vida do ser humano, os sistemas tradicionais de ensino ainda continuam estruturados na pedagogia conteudista, autoritária e punitiva. Hoje o discente desenvolve umahabilidade intelectual, quer experimentar e vivenciar. Neste cenário atual podemos inserir o modelo andragógico, no qual o aluno adulto “aprende fazendo”.

Introdução
Andragogia significa “ensino para adultos”. Falando de forma mais poética, é “arte e ciência na aprendizagem do adulto”. O docente deverá levar em consideração o aspecto sociológico, estrutural e cultural da região, dainstituição e do aluno, com o objetivo de explorar as habilidades e riquezas do cotidiano possíveis de gerar conhecimentos e aprendizado; deve buscar promover este aprendizado por meio da experiência, fazendo com que a vivência estimule e transforme o conteúdo, impulsionando a assimilação.
O modelo pedagógico, aplicado também ao aluno adulto, persistiu através dos tempos, chegando até o séculopresente, e foi a base da organização do nosso atual sistema educacional. Quando começou a construir o modelo andragógico de educação, Malcolm Knowles o concebeu como a antítese do modelo pedagógico: “andragogia x pedagogia”. Segundo sua análise, o modelo pedagógico confere total responsabilidade ao docente para decidir o que será ensinado, como isso será feito e para avaliar se foi aprendido. Aeducação é dirigida pelo professor, restando ao aluno apenas se submeter às suas orientações/instruções.
Hoje ainda encontramos muitos alunos no ensino superior que vivenciaram este processo de aprendizagem no ensino médio. Em geral eles têm muita dificuldade para pensar, para oferecer soluções, para transformar o conhecimento em algo inovador, para fazer uma avaliação crítica e para trabalharem grupo. Ainda hoje encontramos todos estes percalços, pois há uma geração formada nos moldes deste modelo pedagógico: os alunos tinham medo de seus professores, por isso não discutiam, não perguntavam, não eram críticos, apenas recebiam os conteúdos e os depositavam em seu cérebro, sem questionamento. Para os alunos, o que o professor falava era verdade inquestionável.
Os professores nãoreconhecem que ao ensinar se está aprendendo, e não desenvolvendo um ensino de “depósito bancário”, pelo qual apenas injetam conhecimentos acríticos nos alunos (Freire, 2003).
A universidade se caracteriza por uma instituição de educação que estimula a formação crítica do aluno, a pesquisa, a problematização das questões relacionadas ao contexto social e a preparação para o mercado detrabalho. Para Morin (2000), a universidade conserva, memoriza, integra e ritualiza uma herança cultural de saberes, ideias e valores, que acaba por ter um efeito regenerador, porque a instituição se incumbe de reexaminá-la, atualizá-la e transmiti-la.
As premissas do modelo pedagógico clássico em torno do aluno são:
1. necessidade de conhecer: os alunos têm de aprender somente aquilo queo professor ensina para serem aprovados;
2. o autoconceito sobre o aluno: o conceito que o professor tem do aluno é de que ele é totalmente dependente.
3. o papel da experiência: a experiência do aluno tem pouco ou quase nenhum valor no processo de aprendizagem. As experiências consideradas são aquelas de escritores, livros didáticos e dos próprios professores;
4. prontidão...
tracking img