Xenotransplantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1843 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
XENOTRANSPLANTES

Introdução

Xenotransplante é a denominação dada ao transplante de órgãos entre diferentes espécies. Pode-se dizer que a espécie é determinada até onde a reprodução é possível ser feita. Como exemplo o porco e o homem não podem cruzar e dar origens a descendentes, portanto são de diferentes espécies.
E ao transplante entre dois indivíduos, que emborageneticamente distinto pertencente à mesma espécie chama-se Alotransplante. A qual nos humanos tem um papel clínico muito importante, principalmente com órgãos como os rins, coração, medula óssea e fígado.
Os Alotransplantes diferentemente dos Xenotransplante tem muito sucesso, na vida humana, eles trouxeram benefícios significativos aos doentes, com a esperança de vida e o melhoramento damesma.
Porém a procura por Alotransplante aumenta a cada dia e a escassez de órgão e tecidos humanos também, nos Estados Unidos, por exemplo, em janeiro de 1996 a lista de espera de transplante de órgãos continha 44.010 registros e havia apenas 20.000 órgãos para ser doado. Infelizmente a procura não vai diminuir com isso os pesquisadores querem cada dia mais que os Xenotransplantes tenhamresultados significativos, pois é um caminho alternativo de satisfazer a escassez de órgãos.
Aparelhos mecânicos como corações a bateria tiveram grandes avanços nos últimos anos e também poderão desenvolver ainda mais no futuro. Mas estes aparelhos não são compatíveis com todos os órgãos como o fígado que possui funções bioquímicas complexas, e estes aparelhos podem causar problemas associados aaltos riscos de infecção e coagulação de sangue.
Outra técnica utilizada atualmente é a engenharia de tecidos, onde as células são usadas para produzir órgãos e tecidos substitutos que é muito promissora, porém encontra-se em uma faze muito precoce de desenvolvimento.
E o que podemos ver como solução para o futuro são os Xenotransplantes que podem reduzir a escassez de órgãos etecidos humanos.



1. Evolução

A idéia de combinar diferentes partes de diferentes espécies não é totalmente recente. Há mais de três mil anos, lendas gregas falavam de criaturas que eram metade humanos e metade animais, como o centauro que é metade homem e metade cavalo, e a quimera que é uma mistura de leão, serpente e cabra.

Mas foi somente em 1905, que um cirurgiãoFrances inseriu parte de um tecido de rim de coelho em uma criança que tinha problemas renais. A criança sobreviveu somente duas semanas. Depois dessa experiência, várias outras foram realizadas tentando desvendar as barreiras que eram impostas a cada nova cirurgia.

Apenas em 1960, que foram descobertas algumas respostas para tão grande caos. Foi descoberto que a causa principal era o sistemaimunitário dos receptores que rejeitava os órgãos de animais quando transplantados.

Em 1992, David G.White e alguns de seus colegas de universidade criaram espécies de porcos transgênicos que continham um gene humano especifico, e com isso tentaram que as respostas imunológicas ao transplante não fossem tão intensas. Mas esse teste ainda foi realizado apenas em macacos, onde funcionaramaparentemente bem por um tempo, mas depois foram rejeitados.

Outra maneira de evitar a rejeição é alterando o sistema imunitário do receptor, e apesar de tudo isso, o processo de xenotransplantes ainda tem um longo caminho a percorrer.


2. Problemas Clínicos


Na curta história dos xenotransplantes, nenhuma tentativa de colocar um órgão animal em um corpo humano tevesucesso. As pessoas que receberam órgãos de animais sofreram graves complicações e nenhuma deixou o hospital com vida. Todas morreram poucos meses após o transplante. Desde o início dos xenotransplantes, as autoridades de saúde reconheceram os riscos de transplantes de órgãos de animais para a saúde humana.
Os problemas clínicos partem essencialmente da rejeição de órgãos, tal como acontece com...
tracking img