varicela

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1766 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
 VARICELA
sumario


1.INTRODUÇÃO
1.1 VARICELA
A varicela é uma doença viral infectocontagiosa, seu agente etiológico é o vírus RNA da varicela-zoster, a transmissão do vírus ocorre através das secreções respiratórias e pelo líquido das lesões cutâneas, ou seja, sua disseminação acontece por contato direto e pelo ar, oreservatório do vírus é o homem e a doença tem sua maior incidência nas estações do inverno e primavera. A varicela também é conhecida como catapora apresenta um período de incubação entre 10 a 25 dias sendo transmitido em até 48 horas e geralmente causa epidemia (MORENO ET AL, 2007).
Os estudos realizados por Neves et al, sobre a Herpes Zoster sugere que o vírus da herpes humano do tipo 3 é um víruslatente da varicela, que poderá ocasionar um aumento da morbidade principalmente se o cliente for acometido por alguma doença autoimune (NEVES et al 2007).
Segundo estudos realizados por Kupper e Tritany (2009) a varicela é uma doença de notificação, porém não é de notificação individual em todo país somente em casos de surtos e nesse caso segue-se o manual do Ministério da Saúde. Em SantaCatarina mais precisamente em Florianópolis é o único lugar no país que todas as crianças menores de 2 anos já recebem essa vacina desde 2002.
O acometimento dessa doença primária é em crianças em torno de 5 a 10 anos sendo o adulto a forma mais grave, podendo acometer ou agravar conforme a exposição ao grupo de riscos; pacientes imuno deprimidos, gestantes, bebês menores de 1 ano, mães que tiveramvaricela alguns meses antes da criança nascer, prematuros (BRICKS, SATO, OSELKA, 2009).
O modo de transmissão se dar de pessoa para pessoa, o período de incubação do vírus poderá ser longo ou curto dependendo do grau de imunidade de cada um. O período de transmissão varia de 2 dias antes ou 5 dias após o aparecimento das vesículas onde as mesmas evoluem rapidamente. Como também poderá ocorrer deformas agravantes como no caso da gestante acometida por varicela onde ocorre a infecção do feto podendo ocasionar a varicela congênita onde o bebê poderá apresentar alguns sintomas; catarata, atrofias ópticas e do sistema nervoso central (BRICKS, SATO, OSELKA, 2009).
A varicela não deve ser subestimada, pois suas complicações não podem ocasionar infecção secundária nas lesões de pele, pneumonia,encefalite, complicações hemorrágicas, hepatite, artrite, Síndrome de Reye, e infecção invasiva grave por estreptococos do grupo A, podendo levar a óbito. É importante observar que indivíduos imuno comprometidos, idosos e pacientes com doença auto imune poderão apresentar quadros mais graves da doença (SÃO PAULO, 2010).
Seu tratamento poderá ser sintomático onde o paciente toma banhos compergamanato de potássio e fazer uso de anti-histamínico para diminuir a coceira. A vacinação é feita com vírus atenuados sendo recomendada a administração de apenas uma dose para crianças entre 12 meses a 13 anos e acima dessa idade deverá ser administrado duas doses com intervalo de um mês (BRICKS, SATO, OSELKA, 2009).
.

2.1 OBJETIVO

Expor as características clinica e epidemiológicas da varicelae delinear os aspectos da vigilância epidemiológica da doença e suas medidas de controle e profilaxia.





























Capitulo 2

1.2 CARACTERISTICAS CLINICAS E EPIDEMIOLOGICAS
A varicela é uma doença infecciosa aguda, que apresenta um quadro clinico de exantema, com polimorfismo de lesões cutâneas, ou seja, lesões em diversos estágios (máculas,pápulas, vesículas, pústulas e crostas), em uma mesma região do corpo, a doença possui diferentes manifestações de acordo com a sua evolução, inicialmente, caracterizado por exantema de aspecto máculopapular, que evolui para vesícula, e rapidamente para pústulas que em seguida, adquiri o formato de crostas, em aproximadamente três a quatro dias (BRASIL (2010).
O quadro clinico da...
tracking img