Uso do crak

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (824 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
serviço social

nome: JOICE

título do trabalho:
Subtítulo do Trabalho, se Houver

CRACK:
Um problema social restrito a metrópole?

RIO VERDE 2012

SUMARIO

1- Introdução
2- Ouso do Crack: um problema social restrito a metrópole?
3- Conclusão
4- Referencias Bibliográfica

INTRODUÇÃO
O perfil predominante do usuário de crack foi ser homem, jovem, solteiro, debaixa classe socioeconômica, baixo nível de escolaridade e sem vínculos empregatícios formais. O padrão de uso mais frequentemente citado foi o compulsivo, caracterizado pelo uso múltiplo de drogas edesenvolvimento de atividades ilícitas em troca de crack ou dinheiro. Entretanto, identificou o uso controlado que consiste no uso não-diário de crack, mediado por fatores individuais, desenvolvidosintuitivamente pelo usuário e semelhantes, em natureza, às estratégias adotadas por ex-usuários para o alcance do estado de abstinência.

O uso do Crack: um problema social restrito a metrópole?Ao falar sobre drogas hoje, o país expressa uma das maiores preocupações. O medo é justificável a disseminação do comércio e do consumo do crack na sociedade é um fenômeno incontestável, atingindotanto a população urbana quanto a rural, indistintamente, envolvendo homens e mulheres, jovens e adultos, pobres e ricos. O uso ilícito de drogas, principalmente o crack, nos últimos anos tem aumentadonum ritmo alarmante e tem ultrapassado todas as fronteiras sociais, econômicas, políticas e nacionais. Esse aumento pode ser atribuído a vários fatores, dentre eles: a falta de informação sobre osperigos a longa e curto prazo do consumo abusivo das drogas ilícitas, assim como o caráter limitado das ações preventivas. A pouca efetividade nas estratégias governamentais, que garantam uma verdadeiraintervenção na prevenção e no combate ao uso de drogas, faz com que “Cracolandias” surjam e se espalhem pela cidade de forma gritante e preocupante. Sabemos que para enfrentarmos a epidemia do...
tracking img