Unidade de bombeio centrifugo submerso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIDADE DE BOMBEIO CENTRIFUGO SUBMERSO







MANUAL DE OPERAÇÃO







Junho de 2012
MANUAL DE OPERAÇÃO DA UNIDADE DE BOMBEIO CENTRIFUGO SUBMERSO

Edição: 01
Data: 04/06/2012



Componentes:
Engº de Mecatrônica :Leonardo da Fonseca Souza
Engª de Produção : Marcia Cristiane Santana Cardoso
Engº de Computação: Moises William de Oliveira Santos
Engª deTelecomunicações: Nadja Rodrigues Zicari.

Colaboradores: Técnico do CTAI: Flávio Silva
Pesquisador do LEA: Tiago Oliveira
Coordenadores: Profs. Herman Lepkinson
Leizer Schnitman
Endereço: : Rua Aristides Novis, Nº 2, Federação, CEP 40210-630
Contatos: 71 3283 9471
Leonardo- leo_fsouza@oi.com.br
Marcia- eng.marcia.cardoso@gmail.comMoises - moiseiswvs@gmail.com
Nadja - nadjazicari@hotmail.com


SUMÁRIO


2. RESUMO 4
2. CAMPO DE APLICAÇÃO 4
3. SIGLAS UTILIZADAS 4
4. APRESENTAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 4
4.1. ESTRUTURAS 4
4.2. SENSOR DE NÍVEL 5
4.3 BOMBA 5
4.4 CLP 6
4.5 SOFTWARES 6
4.6 CABO CROSSOVER 6
5 . DISPOSIÇÃO OPERACIONAL DOS COMPONENTES 7
6 . SEGURANÇA E SAÚDE 7
7. PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO 87.1 PARTIDA 9
7.1.1 PARTIDA DAS BOMBAS DO RESERVATÓRIO 9
7.1.2 PARTIDA DAS BOMBAS DOS POÇOS 8
7.1.3 CONTROLE DE NÍVEL DOS POÇOS 8
7.1.4 TRANSFERÊNCIA DOS TANQUES DE ARMAZENAMENTO 9
7.2. PARADA 9
7.3. CONDIÇÕES DE EMERGÊNCIA 9
7.4 ALARMES 9
8. TELAS DO SUPERVISÓRIO 10
9. OPERAÇÕES DOS SOFTWARES 13
9.1. OPERAÇÃO DO RSLINKS 15
9.2. OPERAÇÃO DO RSLOGIX 15
9.3. OPERAÇÃO DO MATLAB 1710. ANEXOS 18





1.
2. CAMPO DE APLICAÇÃO
Esta instrução de trabalho é aplicável a unidade de bombeio centrifugo submerso.

3. SIGLAS UTILIZADAS

• RS01 – Reservatório
• BM01 – Bomba 1 do Reservatório
• BM02 – Bomba 02 do reservatório
• BM03 – Bomba do poço 01
• BM04 – Bomba do poço 02
• PÇ01- Poço 01
• PÇ02 – Poço 02
• TQF01 – Tanque final 01
• TQF 02 – Tanque final 02• CLP – Controlador
• B01-Botoiera de Liga
• B02- Botoeira de desliga


4. APRESENTAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS

4.1 Estruturas – A Figura 1 representa a estrutura completa do sistema composta por: Reservatório em vidro com parede de 4 mm, dimensão interna 550x550x400 (mm), Poço em vidro com parede de 4 mm, dimensão interna 200x200x550 (mm), Armazenamento em vidro com parede de 4 mm, dimensãointerna 00x200x400(mm) e suporte para os tanques em alumínio.

Figura 1- estrutura


4.2 Sensor de nível – 2 sensores de Nível modelo MP5010DP da Motorola, conforme Figura 2 abaixo :


Figura 2- Sensor de Nível


4.3 Bomba - 4 Bombas de porão role com capacidade de encher 1363 L.P.H, conforme Modelo apresentado na Figura 3:


Figura 3 -Bomba de Porão Role

4.4 CLP- SLC-500/02– Fabricante Rockwell Automation. Figura 4:








Figura 5 - SLC-500/02 – Fabricante Rockwell


4.5 SOFTWARES :

• RS Logix
• RS Links
• RS View
• Matlab


4.6 CABO CROSSOVER : Cabo de conexão Crossover de 1,5m para interligar o CLP ao PC do Ladder e Supervisório. Figura 6:



Figura 6- Cabo crossover




5. DISPOSIÇÃO OPERACIONAL DOS COMPONENTES




Figura7- Disposição geral dos



6. SEDURANÇA E SAÚDE

O operador deve manter distancia mínima de um metro da estrutura, Não deve apoiar-se ou colocar qualquer objeto apoiado nela.
Se algum objeto cair em algum dos tanques deve-se desligar o equipamento imediatamente, o sistema deve ser desligado e certificar-se que as bombas estão desenergizadas para efetuar a sua retirada.
Crianças e animaisdevem ser mantidos longe do equipamento.
Para sua segurança, a de seus colegas e a do equipamento leia atentamente o manual antes de operar o sistema.

7. PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO
7.1. Partida
7.1.1 Partida das bombas do reservatório

A bomba utilizada nesta planta é uma Role (1363 L.P.H), ela opera com uma alimentação de 12 V. Para a partida das bombas BM01 E BM02 do reservatório...
tracking img