Um discuso sobre as ciencias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (266 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A obra “Um discurso sobre as ciências” faz uma análise sobre a evolução dasciências, partindo do século XVI até os dias atuais. O autor afirma que a ciência doséculo XX aindanão chegou devido ao fato de a ciência se encontrar centrada emfatos passados e não olhar para o futuro, porém isso reflete a duas contradições.Sendo a primeira as potencialidadestecnológicas que se encontram em grandeexpansão e bastantes avançadas para seu tempo e a segunda ressalva que devidoa esses grandes avanços científicos o século XXI possaterminar mesmo antes decomeçar, já que muitas descobertas deste ramo podem trazer benefícios comotambém malefícios para o planeta. Santos recorre a teoria sinergética deHermmanHaken, aos pensamentos de Einstein e aos questionamentos de Rosseau paraexplicar essa ambigüidade e complexidade em que o tempo presente vivencia,afirmando que para entender énecessário questionar primeiramente as coisassimples para assim compreender as coisas complexas. Em meados do século XVIIICopérnico, Galileu e Newton deixam de lado os cálculosesotéricos e passam a sepreocupar com as possíveis mudanças em que a sociedade estava sujeita e seusimpactos. Atualmente todos somos atores desse novo protótipo eencontramosdificuldades para compreender esse processo de transição que a história dahumanidade não consegue desvendar. Devido a isso o autor nos remete a buscar respostas para tantas perguntas nãosolucionadas como a relação ciência/ virtude, opapel do conhecimento e a superioridade em relação as experiências de vida. Paratanto o autor estrutura a obra caracterizando aordem cientifica hegemônica,analisando os sinais da crise dessa hegemonia sob os pontos de vista teóricos esociológicos e por fim propõe uma nova ordem cientifica emergente.
tracking img