Tribos urbanas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Tribos Urbanas
Punks

Disciplina: Homem e Sociedade
Professor: Eduardo Geraldes

Nome: Andreza Alves de Oliveira RA: A77FDJ-9
Nome: Amanda Souza Soares RA: B0581B-3
Nome: Ellen Cristina da Silva RA: A6930G-5
Nome: Sabrina Souza de AlmeidaRA: A955BD-6
Nome: Thamiris Ferreira Guerreiro RA: A8145F-5

São Paulo, 27 de maio de 2011.

Conteúdo

INTRODUÇÃO 3
Tribos Urbanas 3
Os Punks 3
Conclusão 3

INTRODUÇÃO

As tribos urbanas têm crescido assustadoramente nos últimos anos nos centros urbanos, por motivações das mais variadas. A maioria dos jovens se une por um gosto musical, queacaba por refletir no estilo que a tribo adota.
O presente trabalho abordará especificamente a cultura Punk, onde na década de 70 foi grande responsável por muitas mudanças sócias e culturais para o mundo, que teve inicio a partir da revolta dos jovens Ingleses em relação à sociedade que tanto os desprezavam.
      A ideologia de um grupo que marcou a época, através de atitudes, indumentários eestilo próprio que tem seguidores até os dias atuais.

Tribos Urbanas

As tribos urbanas, também chamadas de subculturas ou subsociedades (ou metropolitanas ou regionais) são constituídas de microgrupos que têm como objetivo principal estabelecer redes de amigos com base em interesses comuns. Essas agregações apresentam uma conformidade de pensamentos, hábitos e maneiras de se vestir. Umexemplo conhecido de tribo urbana são os punks. Segundo Michel Maffesoli, o fenômeno das tribos urbanas se constitui nas "diversas redes, grupos de afinidades e de interesse, laços de vizinhança que estruturam nossas megalópoles. Seja ele qual for, o que está em jogo é a potência contra o poder, mesmo que aquela não possa avançar senão mascarada para não ser esmagada por este".
A expressão "tribourbana" foi cunhada pelo sociólogo francês Michel Maffesoli, que começou usá-la nos seus artigos a partir de 1985. A expressão ganha força três anos depois com a publicação do seu livro Le temps des tribus: le déclin de l'individualisme dans les sociétés postmodernes.
Os movimentos de cultura de moda, que envolvem o vestuário dos adolescentes nas cidades contemporâneas, têm sido identificados comomovimentos que se reconhecem como Tribos Urbanas.
Para compreender melhor a extensão da expressão que nomeia tais movimentos, construí um  suporte teórico, que derivou da leitura de três pensadores do século XX e, partindo daí, acabei delegando a tal conceito a condição de serem as tribos comunidades de sobrevivência afetiva nas culturas urbanas das grandes cidades contemporâneas. Os autores e asobras são as do francês Michel Maffesoli, O Tempo das Tribos e também A Contemplação do Mundo, a do norte-americano David Riesman, A Multidão Solitária, e as do alemão Norbet Elias, A Sociedade dos Indivíduos e O Processo Civilizador.
É importante compreender as tribos como “comunidades de sobrevivência afetiva” (Elias-1996) dentro da vida urbana. Cada uma destas tribos se estetiza através de seuvestuário e se organiza em torno de um líder espiritual distante, um ídolo musical ou esportivo que, reúne projetos momentâneos e anseios de curto prazo dos membros da tribo.
Para que tal fato ocorra, eles prescindem das relações familiares e raramente projetam em seus pares quaisquer expectativa de projeto profissional ou garantia de sobrevivência material.
Norbet Elias, em A Sociedade dosIndivíduos, considera que as Tribos Urbanas são grupos de iguais que se organizam em comunidades para garantir sua sobrevivência afetiva durante a passagem para a vida adulta, dentro das sociedades contemporâneas urbanizadas, em que o elevado valor da sobrevivência, na convivência dos indivíduos, marca o rumo da estrutura do homem singular na história da humanidade.
Este sintoma é vital e, segundo...
tracking img