Triacilglicerol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1125 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA (...)

Triacilglicerol

ALUNOS: (...)
SÉRIE: (...)
DISCIPLINA: Química
PROFESSOR: (...)

(...), JUNHO DE 2010.

ESCOLA (...)

Triacilglicerol

(...), JUNHO DE 2011
Triacilglicerol
É o nome genérico de qualquer tri-éster oriundo da combinação do glicerol (um triálcool) com ácidos, especialmente ácidos graxos (ácidos carboxílicos de longa cadeia alquílica), no qual astrês hidroxilas (do glicerol) sofreram condensação carboxílica com os ácidos, os quais não precisam ser necessariamente iguais.
De forma simplificada, um triacilglicerol é formado pela união de três ácidos graxos a uma molécula de glicerol, cujas três hidroxilas (grupos –OH) ligam-se aos radicais carboxílicos dos ácidos graxos.
. Oléo e gordura: Triacilgliceróis são prontamentereconhecidos como óleos ou gorduras, produzidos e armazenados nos organismos vivos para fins de reserva alimentar.

Características
Os triacilgliceróis são compostos essencialmente apolares, pois as regiões polares de seus precursores desapareceram na formação das ligações do tipo éster. Por isso constituem moléculas muito hidrofóbicas. São insolúveis em água e solúveis em solventesorgânicos, como o álcool, benzina, éter e clorofórmio.
Os triacilgliceróis podem ser hidrolisados, liberando com isso ácidos graxos e glicerol. Se esta hidrólise é feita em meio alcalino, formam-se sais de ácidos graxos, os sabões, e o processo chamado de saponificação. Inclusive, sendo esse o processo de fabricação de sabão a partir de gordura animal, em um meio com NaOH ou KOH.

Formulaabreviada de uma molécula de triglicerídeos gordura

Ácidos graxos: Saturados e insaturados
Ácidos graxos saturados : A maioria dos ácidos graxos tem um nome usual associado a sua origem e/ou função.
Nome comum | Nome IUPAC | Fórmula estrutural |
Ácido butírico | Ácido butanóico | |
Ácido capróico | Ácido hexanóico | |
Ácido caprílico | Ácido octanóico | |
Ácido cáprico | Ácidodecanóico | |
Ácido láurico | Ácido duodecanóico | |
Ácido merístico | Ácido tetradecanóico | |
Ácido palmítico | Ácido hexadecanóico | |
Ácido esteárico | Ácido octadecanóico | |
Ácido melíssico | Ácido triacontanóico | CH3(CH2)28COOH |
| Ácido untriacontanóico | |

Ácidos graxos: insaturados
Existem várias formas de descrever onde as ligações duplas se encontram na molécula.Uma forma concisa mas ambígua é Cn:m, em que n é o número de carbonos, e m é o número de ligações duplas.

Cis-2-buteno trans-2-buteno

Adoçantes artificiais – como são feitos:
Eles podem ser naturais ou artificiais. O naturalé extraído de frutose, mel, stévia e sorbitol. O artificial, de sacarina, ciclamato, aspartame, acesulfame.
Eles podem ser naturais - frutose, stévia e sorbitor – ou artificiais - sacarina, ciclamato, aspartame e acesulfame. A frutose é extraída de frutas maduras e do mel e, depois de passar por processos químicos, dá origem também ao sorbitol. A Stevia rebaudiana, planta conhecida de índiosbrasileiros e paraguaios, dá origem à stévia, 300 vezes mais doce que o açúcar. O aspartame, metabolizado pelo organismo como se fosse proteína, é a soma de dois aminoácidos: o ácido aspártico e a fenilalamina.

Ele foi descoberto por acaso, em 1965, em um laboratório dos Estados Unidos. Após trabalhar com os aminoácios, um dos cientistas molhou o dedo na língua, sentindo um gosto 200 vezes mais doceque o açúcar. O ciclamato é um composto sintetizado a base de ciclo-hexioamina, um derivado do petróleo. A sacarina, bastante usada por diabéticos, também é feita com um derivado da indústria petrolífera, o ácido tolenosulfônico, que reage com substâncias como o cloro e o amoníaco. O acesulfame resulta de reações com o ácido aceto-acético, da mesma família do ácido acético, usado na...
tracking img