Tratamento de chorume em aterro sanitario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2220 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETO APLICADO II
INSTITUTO POLITÉCNICO – Centro Universitário UNA

TRATAMENTO DE CHORUME EM ATERRO SANITÁRIO

CURSO: Engenharia Civil TURMA: ENC4BN - RJA
PROFESSOR: Pedro Gasparini Barbosa Heller

Carlos Gastron da Rocha Júnior; Fernando Henrique Amaral Moreira;
Joelma Natália Peixoto; Márcio Jose Moreira Silva;
-------------------------------------------------

Resumo – Estedocumento apresenta o tratamento de chorume pelo método de recirculação; as vantagens em relação a outros métodos de tratamento; o dimensionamento, os materiais e/ou equipamentos utilizados e a forma de construção do sistema específico, além de analisar os outros métodos buscando entender de forma sucinta as diferenças entre cada um e as principais características.

Palavras-chave: chorume;tratamento de resíduos; aterros sanitários; tratamento de aterros sanitários.

1. INTRODUÇÃO

A necessidade de tratamento de resíduos vem crescendo a cada ano. O que gera a busca de novas alternativas e tecnologias para tratamento destes resíduos em aterros sanitários. O maior poluente gerado em um aterro refere-se ao chorume, líquido de composição bastante variável que adquiri característicaspoluentes devido ao seu contato com uma massa de resíduo sólido em decomposição.

Buscando entender o funcionamento de um aterro sanitário, mais especificamente, o saneamento de um aterro foi dada ênfase ao tratamento de chorume em aterros sanitários, com o objetivo de se analisar todo o processo e as possibilidades de tratamento para o resíduo específico.

Nas lagoas de tratamento deste tipo deresíduo, as técnicas que se aplicam assemelham-se com as utilizadas no tratamento de esgotos: lagoas anaeróbias, facultativas, reatores, digestores, etc. Para aterros sanitários, utilizam-se com mais frequência: lagoas anaeróbias e facultativas, onde a remoção da carga orgânica do chorume ocorre pela ação das bactérias. Após o tempo em que fica retido na lagoa (tempo de detenção) o líquidoapresenta condições de lançamento em corpos d’água sem risco de contaminação.

Por este motivo será apresentado a seguir alguns processos de tratamento do chorume.

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Um dos principais problemas com projetos e manutenção de aterros sanitários é a gestão adequada do chorume, ou lixiviado, resultante do processo de decomposição química e microbiológica dos resíduos sólidosdepositados. Sua composição química apresenta grande variabilidade, uma vez que, além de depender da natureza dos resíduos, é também influenciada por fatores climáticos, como chuvas, temperatura e vida útil.

Processos biológicos apresentam baixa eficiência na remoção de carga orgânica, exigindo grandes bacias de equalização. Processos físico-químicos produzem grandes quantidades de lodo,necessitando ainda de maiores recursos para seu manejo. Logo, a busca por formas alternativas eficientes que auxiliem ou substituam os processos convencionais tornam-se necessários.

Desta forma, associadamente a classificação, as características do chorume tornam-se importantes na avaliação de processos alternativos e opções de reciclagem. Segundo TCHOBANOGLOUS (1993), tanto para aterros novos comopara mais antigos, os parâmetros representativos são:

Tabela 1: Dados típicos da composição do chorume para aterros novos e antigos
Características | Valores (mg/l) |
| Novos aterros(menos de 2 anos) | Aterros antigos(mais de 10 anos) |
| Faixa de variação | Típico | |
DBO5 | 2000 – 30000 | 10000 | 100 – 200 |
COT (carbono org. total) | 1500 – 20000 | 6000 | 80 – 160 |
DQO | 3000 –60000 | 18000 | 100 – 500 |
Sólidos suspensos totais | 200 – 2000 | 500 | 100 – 400 |
Nitrogênio Orgânico | 10 – 800 | 200 | 80 – 120 |
Nitrogênio amoniacal | 10 – 800 | 200 | 20 – 40 |
Nitrato | 5 – 40 | 25 | 5 – 10 |
Fósforo total | 4 – 100 | 30 | 5 – 10 |
Alcalinidade como CaCO3 | 1000 – 10000 | 3000 | 200 – 1000 |
pH | 4,5 – 7,5 | 6 | 6,6 – 7,5 |
Dureza total como CaCO3 |...
tracking img