Trabalhos academicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10248 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma visita ao Barão
 Carlos Osmar Bertero
RESUMO
A figura do Barão de Mauá ocupa lugar de indiscutível destaque no desenvolvimento econômico do Brasil. Sua trajetória é largamente analisada não apenas pelas importantes realizações que promoveu, mas também porque se tornou símbolo de um empreendedor, cuja falência dos negócios é freqüentemente debitada a um contexto institucional, que não soubeentender sua visão de desenvolvimento para o país e foi hostil a seus projetos de industrialização e modernização do Brasil. No entanto, se revisitarmos sua trajetória, veremos que não apenas suas ações empresariais podem ser consideradas equivocadas, se analisadas à luz dos atuais conceitos desenvolvidos na área de estratégia, como também guardaram certa intimidade com a política governamentalda época. Dessa maneira, Mauá foi, em certo grau, prisioneiro do contexto institucional brasileiro do período. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é rever a posição de que Mauá, como empreendedor do tipo clássico, opôs-se à ordem institucional vigente e, por isso, teria sido punido. Na verdade, veremos que, se ele se opôs a essa ordem, nela também confiou e passou a dela depender.Palavras-chave: empreendedorismo; estratégia; institucionalismo.
[pic]
ABSTRACT
The towering figure of the Baron of Mauá holds an indisputable place in the economic development of Brazil. His trajectory is widely analyzed not only because of his important achievements, but also because he became the symbol of an entrepreneur, whose failure in business is often blamed on an institutional context that couldnot understand his vision of development for the country and was hostile towards his industrialization projects and modernization of Brazil. Nevertheless, if we review his trajectory, we will see that not only can his actions in business be considered mistaken, if analyzed in the light of current concepts developed in the field of strategy, but they were also close to the governmental policies ofthe time. Therefore, to a certain extent, Mauá was a prisoner of the Brazilian institutional context of his day. The aim of this article is to review the position that Mauá, as a classic-style entrepreneur, was opposed to the institutional order of his day and, for that reason, would have been punished. We will actually see that on the one hand, he was opposed to it, and on the other he alsotrusted it and came to depend on it.
Key words: entrepreneurship; strategy; institutionalism.
[pic]
 
 INTRODUÇÃO
A importância de Irineu Evangelista de Sousa, mais conhecido como Barão de Mauá, para o desenvolvimento econômico do Brasil deixa margem a poucas dúvidas. Banqueiro, industrial, comerciante, fazendeiro e político, seu nome está associado à construção da primeira ferrovia no país. Foitambém pioneiro no estabelecimento da primeira fundição, na iluminação do Rio de Janeiro, na navegação de cabotagem no Amazonas e na viabilização do primeiro cabo submarino, ligando o Brasil à Europa e, desse modo, possibilitando a comunicação via telégrafo.
No entanto, tão impressionante como suas realizações e o vasto império que construiu foi o crepúsculo e o final de sua carreira empresarial.Para que se possa aquilatar a realização, no seu apogeu, ocorrido ao redor de 1867, o valor total dos seus ativos contabilizava 115 mil contos de réis, quando o orçamento do Império de D. Pedro II, era de 97 mil contos de réis.
Em 1877, após quase 30 anos de empreendimentos, Mauá teve sua licença de comerciante cassada como resultado da decretação de falência de seus negócios, porque não conseguiuque o governo renegociasse as dívidas, que vinha lutando para saldar desde a declaração da moratória da Mauá e Cia. 3 anos antes.
Na época da falência, o Barão redigiu o texto Exposição do Visconde de Mauá aos Credores de Mauá e Cia. e ao Público (MAUÁ, 1996). Relata a trajetória de seus principais empreendimentos, bem como analisa as causas que o levaram à falência. Dizia esperar que outros...
tracking img