Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1534 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo : “diário de motocicleta”
A história de dois jovens que descobrem um mundo que não conheciam é a descrição do diretor Walter Salles para o filme. Uma verdadeira produção globalizada, Diários de Motocicleta vem sendo mundialmente alardeado como uma das grandes promessas para o festival de Cannes 2004.
     Baseado nos livros Notas de Viaje, de Ernesto Che Guevara e Con el Che porSudamérica, de Alberto Granado, o filme visa contar como foi a viagem do jovem Che Guevara e de seu amigo Alberto pela América Latina, munidos apenas de uns poucos trocados e de uma moto caindo aos pedaços, batizada de La Poderosa.
     Diários de Motocicleta começa e termina de forma bem diferente, ambas com muitos pontos positivos. No início do filme, são apenas dois jovens que querem se divertir,conhecendo muitas pessoas, países e culturas diferentes. Nesse ínterim, eles vão passar por vários problemas e confusões, a maioria protagonizada por La Poderosa e descobrir que o mundo é menos justo do que pensavam. Podemos sentir o idealismo dos amigos aflorando aos poucos durante o filme e ambos deixando de ser crianças para, enfim, penetrar no mundo adulto.
     Um dos maiores trunfos do filmeé o fato de os dois serem caras normais, passando por situações normais. Nada de inverossimilhança. O que acontece com os dois é o que aconteceria comigo ou com você se nos aventurássemos em uma viagem dessas. O tom cômico vem do personagem de Rodrigo de La Serna (Alberto Granado). Sua cara de pau parece não ter fim, bem como as confusões em que se mete.
     Um dos momentos mais emocionantes équando os dois vão para um acampamento de leprosos (Ernesto é estudante de medicina e Alberto é bioquímico). Lá, se deparam com uma situação ridícula onde os próprios médicos não têm coragem de chegar perto dos pacientes e começam sua primeira revolução, quebrando as regras e tratando os pacientes como qualquer ser humano merece ser tratado: com respeito. Os doentes, é claro, retribuem com muitocarinho e verdadeiras amizades se formam, transformando até o próprio espectador, que também aprende a ver as pessoas por trás dos rostos marcados por uma das piores doenças da história.
     Devo admitir que este não é meu tipo de filme. É um filme que eu dificilmente veria por entretenimento, mas ele conseguiu me cativar. A narrativa bem contada, os personagens carismáticos e, principalmente, asboas atuações, valem o filme. Resta saber se o pessoal que manda em Cannes vai pensar do mesmo jeito.
     Diários de Motocicleta estréia esta sexta-feira, dia 7 de maio.
     Não deixe de ler a cobertura do Delfos para a entrevista coletiva com a equipe do filme (incluindo o diretor Walter Salles). É só clicar aqui.

Resumo 2:
Drama social. Argentina. Em 4 de janeiro de 1952, o jovemestudante de medicina Ernesto Guevara e o amigo, o bioquímico Alberto Granado, lançam-se numa viagem pelo continente latino-americano, a fim de conhecer aquilo que só sabem dos livros. Montados numa motocicleta que, apesar de batizada como "La Poderosa", está caindo aos pedaços, a dupla planeja seguir da Argentina até a Venezuela, percorrendo em 4 anos os oito mil quilômetros que separam os doispaíses. A viagem, que nos primeiros momentos renderia divertidas situações, se revelará no entanto uma experiência além do passeio turístico, quando Guevara e Granado, ao travarem contato com a relação desigual entre os mineradores chilenos e a multinacional que controla a região, começam a conhecer a miséria e a injustiça, gerando um sentimento de revolta que só fará crescer até a chegada aoleprosário de San Pablo, na Amazônia peruana.

O Ministério da Saúde poderia advertir a nossos jovens que viagens pelo interior do país (ou do continente) fazem bem para a formação social. Aos 23 anos, Ernesto Guevara de la Serna era um tímido e desengonçado rapaz de classe média, muito longe do mito que se tornaria, ao liderar com Fidel Castro a Revolução Socialista Cubana e tomar parte na luta...
tracking img