Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5084 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO

Prof. Godofredo Lobato Filho



O LADO HUMANO DA EMPRESA

AS TEORIAS X e Y – Douglas MC Gregor

Torno-se comum dizer que a indústria já possui os conhecimentos fundamentais para a utilização das ciências físicas e da tecnologia em beneficio material da humanidade e que agora precisamos aprender a utilizar as ciências sociais para fazer com que asorganizações humanas se tornem realmente eficientes.

De certa maneira, as ciências sociais estão atualmente na posição das ciências físicas em relação à energia atômica na década de 30. Sabemos que os antigos conceitos a respeito da natureza humana são inadequados e mesmo incorretos sob muitos aspectos. Estamos adquirindo a certeza de que, em condições apropriadas, poderiam serutilizados, dentro das organizações, recursos ainda não imaginados pela energia criadora do homem.

Não podemos dizer a administração industrial como aplicar esse novo conhecimento de maneira simples e econômica. Sabemos que serão necessários anos de investigações, de pesquisas custosas e de muita imaginação criadora de administração para que se descubra como aplicar esse novo – mas cada vez maisamplo – conhecimento à organização do esforço humano na indústria.

A TAREFA DA ADMINISTRAÇÃO : CONCEITO TRADICIONAL

O conceito tradicional da tarefa da administração no que diz respeito ao controle da energia humana para realização dos objetivos da organização, pode ser colocado, de maneira ampla, em função de três preposições. A fim de evitar as complicações introduzidas por umrotulo qualquer, vamos chamar a esse conjunto de proposições “Teoria X”.

1. A administração é responsável pela organização dos elementos produtivos da empresa – dinheiro, materiais, equipamentos, pessoas – para realização de seus fins econômicos.

2. Com relação às pessoas, administração é o processo de dirigir esforços, motivá-las, controlar suas ações e modificar seu comportamento paraatender as necessidades da organização.

3. Sem essa intervenção ativa por parte da administração as pessoas seriam indiferentes ou mesmo hostis às necessidades da organização.

Elas devem, portanto ser persuadidas, recompensadas, punidas, controladas; suas atividades devem ser dirigidas. Essa é a tarefa da administração. Geralmente, resumidos isso dizendo que administrar consisteem conseguir com que as coisas sejam feitas pelas pessoas.

Sob essa teoria tradicional, há diversas crenças, menos explicitas, mas largamente difundidas:

1. O homem médio é indolente por natureza; ele trabalha o mínimo possível.

2. Ao homem médio faltam ambições e gosto pela responsabilidade e pela liderança.

3. É ele fundamentalmente egocêntrico e indiferente àsnecessidades da organização.

4. Sua própria natureza o leva a resistir às modificações.

5. Ele é crédulo, não muito brilhante, e está sempre disposto a acreditar em charlatães e demagogos.

O lado humano da empresa econômica é, atualmente, moldado por proposições e crenças como essas. As estruturas convencionais, diretrizes, as praticas e os programas administrativos dasorganizações refletem essas suposições.

A fim de cumprir sua tarefa – com essas suposições como base – a administração tem uma certa latitude de ação. Num extremo, pode ser “dura” ou “forte”. Os métodos de direção do comportamento, nesse caso, incluem coerção, ameaça (geralmente disfarçada), supervisão severa e controle rígido das ações. No outro extremo, pode ser “suave” ou “fraca”. Os métodos dedirigir o comportamento são, então, a liberalidade, a satisfação de pedidos e a tentativa de obtenção de harmonia; acredita-se que dessa forma as pessoas passarão a ser mais maleáveis e a aceitar melhor a direção.

Essa variedade de orientações foi razoavelmente explorada durante os últimos 50 anos; com esse esforço a administração aprendeu muita coisa. Aprendeu, por exemplo, que há...
tracking img