Trabalho sobre a china

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1422 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
15/03/2011 17h34 - Atualizado em 15/03/2011 17h46
China ganha terreno em relação aos EUA no comércio com o Brasil
Em 2010, balança comercial teve déficit de US$ 7,7 bi com os americanos.
No mesmo ano, chineses foram alçados a líderes de importações.
Anay CuryDo G1, em São Paulo
imprimir
Tradicional parceiro comercial brasileiro, os Estados Unidos perdem espaço a cada ano para aChina, que jáé o principal destino das exportações brasileiras. Na década de 1990, os chineses representavam apenas 1,8% dos cerca de US$ 482 bilhões exportados pelo Brasil. Nos dez anos seguintes, quando o volume de exportações total foi de US$ 1,13 trilhão, a participação chinesa cresceu para 8,3%.

Já os norte-americanos apresentaram movimento contrário. Nos anos 1990, o país respondia por 20,35% de tudoo que o Brasil vendia para fora; dez anos depois, essa proporção caiu para 16%.
Atualmente, os Estados Unidos aparecem como o país de quem o Brasil mais importa entre todos os parceiros comerciais, segundo levantamento do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC). De 2000 a 2010, dos US$ 1,03 trilhão que o Brasil comprou de fora, considerando todos os países, os EUAresponderam por 16%. Na década anterior, o percentual era um pouco maior: 22%.
As causas para esse recuo de participação norte-americana nas vendas brasileiras ao exterior passam pela crise vivida pela economia norte-americana em 2008, pela valorização da moeda brasileira e pela mudança na pauta brasileira de exportações, mais voltada para commodities, segundo especialistas ouvidos pelo G1.
saibamais
* -------------------------------------------------
Veja a cobertura completa da vinda do presidente Obama ao Brasil
* -------------------------------------------------
Visita de Obama é chance para destravar negociações Brasil-EUA
* -------------------------------------------------
Desafios do Brasil serão parecidos com os dos EUA, diz Geithner
*-------------------------------------------------
Geithner fala com Dilma sobre como 'tirar vantagem' do pós-crise
Quando as duas últimas décadas são comparadas, a China também mostra uma leve redução na participação de tudo o que foi importado pelo Brasil. De 2000 para 2010, os chineses ficaram com a fatia de 9,39% dos US$ 446 bilhões comprados pelos brasileiros. Nos dez anos anteriores, esse percentual era de 10,56%.
Em2010
No ano passado, a liderança da China no destino das exportações ficou mais visível. Dos US$ 201,91 bilhões que o Brasil exportou para os países com os quais mantém relações bilaterais em 2010, US$ 30,78 bilhões foram relativos a vendas para China e apenas US$ 19,30 bilhões, aos Estados Unidos. 
Além de vender mais para a China do que para os EUA, o Brasil passou a comprar ainda mais dosnorte-americanos nos últimos anos. Em 2009, o déficit do Brasil com os Estados Unidos na balança comercial (exportações menos importações) foi de US$ 4,43 bilhões, quase metade do observado em 2010. De acordo com ranking do MDIC, os Estados Unidos aparecem, no ano passado, como o país de quem o Brasil mais importou, totalizando US$ 27,03 bilhões.
Para a professora de economia do curso de relaçõesinternacionais da ESPM, Cristina Helena Pinto de Mello, o crescimento do consumo no Brasil também estimulou as importações.
“A taxa de câmbio está muito apreciada em relação ao real. Além disso, tem o efeito da renda. Com o aumento da renda das famílias, dos consumidores, sobem a capacidade e a demanda por importação. Como o país está crescendo, as indústrias precisam de insumos e acabam comprandomais de fora também”, afirmou.
Para a especialista, o aumento da exportação de matérias-primas estaria contribuindo para um processo de "reprimarização" da pauta brasileira. No ano passado, os dois produtos mais vendidos para os EUA foram óleo bruto de petróleo e café não torrado, em grão .
“Na década de 1950, o Brasil lutava para se industrializar, produzir manufaturados aqui dentro. Estamos...
tracking img