Trabalho sobre pib per capita, idh, concentração de renda da china

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7942 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
DA FRANCE PRESSE, EM PEQUIM
A China celebrou nesta terça-feira o fato de o PIB (Produto Interno Bruto) nominal do país ter superado o do Japão no segundo trimestre, mas o governo admitiu que ainda há muito por fazer em uma nação que é apenas a 105ª do mundo em renda per capita.
O PIB nominal chinês no segundo trimestre foi de US$ 1,3369 trilhão, o que coloca o país na posição de segundaeconomia do planeta, muito atrás ainda dos Estados Unidos, mas à frente do Japão (US$ 1,2883 trilhão), segundo os números divulgados na segunda-feira.
Trinta anos depois de iniciada a abertura econômica, a China superou sucessivamente França, Reino Unido e Alemanha e virou uma das maiores potências econômicas mundiais, conquistando os títulos de maior exportador, principal mercado automobilístico elíder na produção de aço.
Mas, segundo o Ministério do Comércio chinês, se for levado em consideração o PIB por habitante, a China está muito atrás dos outros países e ainda tem muito que fazer no futuro.
"Não deveríamos estar preocupados apenas com o PIB, deveríamos estar atentos à renda per capita", declarou o porta-voz do ministério, Yao Jian.
A renda per capita na China é de US$ 3.800, o quedeixa o país na 105ª posição no mundo. Dos 1,3 bilhão de habitantes da China, 150 milhões vivem abaixo da linha de pobreza da ONU (Organização das Nações Unidas).
"A qualidade do crescimento econômico chinês deve melhorar, seja em termos de qualidade de vida ou em termos de proteção ao meio ambiente, ciência ou tecnologia", destacou.
China admite desafio de superar o Japão na distribuição de rendaGoverno reconhece que há muito por fazer em uma nação que é apenas a 105ª do mundo em renda per capita
A renda per capita na China é de 3.800 dólares, o que deixa o país na 105ª posição no mundo. Dos 1,3 bilhão de habitantes da China, 150 milhões vivem abaixo da linha de pobreza da ONU
A China admitiu nesta terça-feira que, apesar de o país ter se tornado a segunda maior economia mundial, aindahá muito o que se fazer em uma nação que ocupa apenas o 105º lugar no ranking mundial de renda per capta. O Produto Interno Bruto chinês superou o japonês no segundo trimestre deste ano - e tudo indica que a China vai se firmar no posto de segunda maior economia do globo até o final de 2010.
Segundo o Ministério do Comércio chinês, se for levado em consideração o PIB por habitante, a China estámuito atrás dos outros países e ainda tem muito que fazer no futuro. "Não deveríamos estar preocupados apenas com o PIB, deveríamos estar atentos à renda per capita", declarou o porta-voz do ministério, Yao Jian. "A qualidade do crescimento econômico chinês deve melhorar, seja em termos de qualidade de vida ou em termos de proteção ao meio ambiente, ciência ou tecnologia", destacou.
O PIB nominalchinês no segundo trimestre foi de 1,3369 trilhão de dólares, muito atrás ainda dos Estados Unidos, mas à frente do Japão (1,2883 trilhão de dólares), segundo os números divulgados na segunda-feira. Trinta anos depois de iniciada a abertura econômica, a China superou sucessivamente França, Grã-Bretanha e Alemanha e virou uma das maiores potências econômicas do planeta, conquistando os títulos demaior exportador, principal mercado automobilístico e líder na produção de aço.
Mas, enquanto no Japão e nos Estados Unidos o crescimento econômico se traduz em qualidade de vida para a população, na China a situação é muito diferente. A renda per capta dos japoneses é de 32.443 dólares por ano. E, nos EUA, de 46.436 dólares. Já no gigante asiático, a renda per capta é de 6.675 dólares por ano. Adesigualdade social no país é flagrante – e ficou ainda mais acentuada com o crescimento vertiginoso. Na China, há dezenas de bilionários que se beneficiaram da abertura econômica das últimas três décadas, mas há também 1,3 bilhão de pessoas cuja renda está entre as mais baixas do mundo. Dos 1,3 bilhão de habitantes da China, 150 milhões vivem abaixo da linha de pobreza da ONU.
Enquanto os...
tracking img