Trabalho sobre ler/dort

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4571 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL
IESG

Trabalho sobre LER/DORT

Modulo l
Técnico Segurança Trabalho
Aluno: Elson Lira
Segunda Feira 26/11/2012

Sumario

1 O RECONHECIMENTO DAS LER/DORT COMO DOENÇA OCUPACIONAL 4
2 O QUE SÃO LER/DORT? 4
3 COMO ADOECEM OS TRABALHADORES? 5
4 CAUSAS QUE LEVAM UMA PESSOA A APRESENTAR LER 5
4.1 Como evitar ler? 6
4.2 Principais sintomas dasler/dort 6
5 QUAIS AS DOENÇAS ENQUADRÁVEIS COMO LER/DORT? 7
5.1 Quadro l 8
6 DOENÇAS OCUPACIONAIS CAUSADAS POR DORT 10
6.1 Asma ocupacional 10
6.2 Dermatoses ocupacionais 10
6,3 Intoxicação por metais pesados 10
6.4 Perda auditiva induzida pelo ruído (pair) 11
6.5 Pneumoconioses 11
6.6 Distúrbios psiquicos 12
7 FATORES DE RISCO ENVOLVIDOS NO DESENVOLVIMENTO DAS LER/DORT 12
7.1 Comoprevenir ler/dort? 13
8. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO 15
8.1 Como é feito tratamento ler? 15
9 Conclusão 16
Referencias Bibliográficas...................................................................................17

INTRODUÇÂO
As LER/DORT são consideradas doenças ocupacionais de origem multicausal, os fatores que mais influenciam para o seu aparecimento são ergonômicos (móveis inadequados),ambientais (frio, calor, iluminação), individuais (pré-disposição) psicológicas (pressão, insatisfação), e principalmente organizacionais (forma de executar as tarefas). O processo de adoecimento dos trabalhadores tem relação com o modo de trabalhar, principalmente em função das exigências do mercado. De olho nos lucros, o capital prioriza a diminuição dos custos de produção, redução do emprego eo aumento da produtividade, aumentando muito a pressão por produção sobre os trabalhadores. Em virtude dos sintomas, as LER/DORT costumam ser classificadas em diferentes graus. É importante que o trabalhador conheça as características da doença em cada estágio, pois a cura depende do diagnóstico precoce e do efetivo tratamento.
A forma como o trabalho está organizado, a duração das jornadas, aintensidade, monotonia, repetitividade, alta responsabilidade e, principalmente, a forte pressão por produtividade que levam as pessoas para muito além dos limites saudáveis, são fatores que podem provocar distúrbios psíquicos nos trabalhadores.
Quando se fala em “fator de risco” envolvido no desenvolvimento das LER/DORT, está-se a referir os fatores do trabalho relacionados com o aparecimento dasíndrome. Importante observar que as LER/DORT são multicausais, isto é, na sua origem não há um único fator de riscos envolvidos e sim, vários fatores que, geralmente, interagem no local de trabalho. Algumas atitudes podem contribuir para a prevenção da ocorrência das LER/DORT, atitudes essas que requerem a participação não só do empregador, mas, também, do trabalhador, e mesmo das entidadessindicais que representam a categoria. Para que a organização do trabalho propicie condições ideais para que a saúde e a produtividade não sejam afetadas é preciso equacionar esforço e repouso e por outro lado enriquecer o trabalho propiciando diversidade de utilização do corpo e da mente humana.

1 O RECONHECIMENTO DAS LER/DORT COMO DOENÇA OCUPACIONAL
Embora, como se disse, os quadros clínicosclassificados como LER/DORT não sejam novidades, a proteção ao trabalhador acometido por tais doenças é bastante recente.

Segundo o INSS, as LER/DORT no Brasil foram inicialmente descritas como tenossinovite ocupacional, das quais foram apresentados casos verificados em lavadeiras, limpadoras e engomadeiras, durante o XII Congresso Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, em 1973. Na ocasião,foram recomendadas pausas de trabalho para aqueles trabalhadores cujas atividades implicassem em operar intensamente com as mãos.

Só bem mais tarde, porém, mais especificamente em 1987, é que a Previdência Social passou a reconhecer a tenossinovite do digitador como doença ocupacional, resultado de uma intensa pressão das entidades sindicais representativas dos trabalhadores em processamento...
tracking img