TRABALHO FILOSOFIA DO DIREITO

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2166 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
O objetivo deste trabalho é debater a obra “Filosofia das Lógicas”, de Susan Haack, que aborda o tema fazendo ressalvas para a importância desse já esquecido tema: Filosofia das Lógicas.
A obra tem por objetivo mostrar a importância dessa filosofia e faz relação de caráter único à muito já explorada por outros grandes filósofos como Thomas Kuhn, Karl Popper, Descartes, Aristóteles. De formamuito sorrateira podemos relacionar essa filosofia com a arte de investigar problemas filosóficos levantados pela lógica. O que seriam argumentos validos e inválidos? Como saber se um enunciado realmente é originado por outro?
Vale lembrar que a Filosofia das Lógicas não se ocupa inteiramente com questões sobre as logicas formais. O argumento informal e as relações entre o sistema formal e oargumento informal também estão dentro de sua esfera. E como importante observação Haack diz: “O desenvolvimento dos sistemas formais, de fato, aumenta enormemente a profundidade e o rigor dos estudos lógicos. Mas o estudo do argumento informal é frequentemente uma preliminar indispensável para tais desenvolvimentos, e o sucesso em sistematizar argumentos informais, um teste de sua utilidade.
A obra é deimensa complexibilidade, mas será simplificada sem deixar de lado o seu brilho conceitual, por isso serão abordadas algumas temáticas indispensáveis para o pleno aproveitamento da obra e sua possível aplicabilidade. São eles: Validade e Teoria da Verdade. Por fim serão feitas considerações metafísicas e epistemológicas.
Considerando as pessoas como completamente racionais, elas seriampersuadidas apenas por argumentos válidos como premissas verdadeiras, criando a distinção clara entre argumento dedutivamente válido e dedutivamente inválido, mas vale lembrar que existem argumentos indutivamente forte. Entretanto, é claro que argumentos dedutivamente válidos são mais fortes que os indutivamente, pois apenas no dedutivamente forte é possível encontrar a verdade.
A explicação do autorsobre validade caracteriza sobre os diferentes modos de avaliar argumentos: a avaliação lógica (avaliar se há conexão entre as premissas e a conclusão), material (avaliar se as premissas e a conclusão são verdadeiras) e retórica (avaliar se o argumento é persuasivo para a audiência). Haack centra-se na avaliação lógica e defende que os argumentos podem ser avaliados por padrões dedutivos ou indutivos.A autora também faz uma distinção entre argumentos formais (uma sequência de fórmulas bem formadas de uma linguagem formal) e argumentos informais (uma sequência de frases). Assim, há argumentos formais, que podem ter uma validade extra-sistemática. Os sistemas formais visam formalizar argumentos informais, e se um argumento informal é representado por certo argumento formal, espera-se que oargumento formal seja válido apenas se o argumento informal correspondente for válido, no sentido extra-sistematico e essa será a deixa para relacioná-la com a Teoria da Verdade.
A parte sobre validade é reducionista e por isso serão feitos alguns comentários mais detidos. A distinção entre as avaliações lógica, material e retórica são confusas. Haack poderia, simplesmente, dizer que ao examinar umargumento exigimos não só que seja válido (dedutiva ou não dedutivamente) como também que tenha premissas verdadeiras e premissas mais plausíveis do que a conclusão. O argumento que satisfaz essas três exigências é um bom argumento, um argumento cogente. E mesmo no que diz respeito à validade lógica não há apenas padrões dedutivos e indutivos, como sustenta Haack. O que há são padrões dedutivos enão dedutivos, incluindo nestes últimos os argumentos indutivos, argumentos causais, argumentos por analogia e argumentos de autoridade. 
Um importante teórico que fala sobre isso e que usa de argumentos sequenciais, estruturados e que obviamente precisam de prerrogativas é René Descartes. Descartes recorreu a argumentos céticos como um instrumento para chegar ao conhecimento seguro. Apesar de o...
tracking img