Trabalho diverso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2670 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4



4 CONCLUSÃO 7

REFERÊNCIAS 8



INTRODUÇÃO


As desigualdades sociais advindas do sistema capitalista e da sua inerente contradição capital /trabalho. Questão social as produções teóricas sobre o tema, em que se destacam, principalmente, sociólogos e assistentes sociais, quase sempre trazem novos enfoques, caracterizações distintas, pois guardam semelhanças em suas abordagens – mas devido à própria complexidade que envolve à questão social.
Entendemos por questão social o conjunto das expressões das desigualdades sociais ( de renda, degênero, étnico-raciais, etc. ) advindas do sistema capitalista e da sua inerente contradição capital / trabalho em que a riqueza socialmente produzida é apropriada por uma minoria, os capitalistas, enquanto a grande maioria, os trabalhadores, fica desprovida ou têm sérias e graves dificuldades para obter os seus meios de vida. Nosso objetivo é, portanto, acrescentar elementos e ampliar focosanalíticos contribuindo para um melhor entendimento acerca da questão social no capitalismo dependente.

A desigualdade social vem cada vez piorando de um ritmo acelerado, onde o sistema político e econômico agrava ao grande índice de analfabetismo, a criminalidade, o tráfico de drogas, a mortalidade infantil que o povo de classe baixa é submetido a regras, normas sociais que levam aocaminho da alienação e acomodação que é generalizada a todos.
A Lei da sobrevivência, eles estão em espaços públicos, caminham sem contar a canção, diz somos todos iguais, a cada passo enquanto procuram cidadania, vem a descriminação da sociedade, mas eles são brasileiros e sabem dar um jeitinho. Como a cultura está relacionada à arte são nas calçadas de uma praça que eles ouvem o som dealgum instrumento, com as pernas para cima fazem a lei da gravidade, sabem que é preciso colocar os pés no chão para conviver com o problema e mostrar as belezas de um corpo que já foi agredido, em meio a tantas dificuldades eles chegam a por em risco a sua própria vida, para praticar um esporte e serem vistos por aqueles que não os enxergam a desigualdades social. Sem casa e sem apoio aconvivência em grupo é a tentativa de recompensar a ausência da família, lado a lado eles uni para conseguir o que não tem o pão de cada dia, enquanto não tem alguns recorrem a garrafas de cola para satisfazer um vício, que se torna mais preocupante à marginalidade, eles não precisam ir longe quanto necessidade de um leito para descansar, a cama está bem ali nas praças, bancos lugares vazio sem teto, semparede, um descanso sem conforto, sem colchão sem travesseiro, sem privacidade, mas dentro de sua enorme casa, à rua.
No filme Criança Invisíveis, mostra um pouco essa realidade, Bilú e João com todo o seu trabalho honesto para comprar tijolos para sua casa, passando por vários problemas mas com o objetivo de trilhar um caminho.







DESENVOLVIMENTO

De fato,a persistência da pobreza, o avanço dos bolsões de miséria em torno dos maiores centros urbanos, a perpetuação de imensa da renda nacional assim como a piora nas condições de trabalho no campo e nas cidades vêm ampliando as tensões e impondo novos desafios às políticas sociais.
Os desafios se avolumam à medida que se mantêm inalterados processos econômicos e sociais que estão naorigem da persistência da pobreza e da miséria, ao mesmo tempo em que se multiplicam novas fontes de geração de precariedade econômica social. O processo de modernização não apenas não tem conseguido enfrentar as raízes da miséria e da desigualdade, como parece mesmo se alimentar delas.
A sociedade que se forja no Brasil depois da abolição carrega no seu âmago duas questão mal...
tracking img