Trabalho de psico motricidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIC- UNIVERSIDADE DE CUIABÁ
FAED- FACULDADE DE EDUCAÇÃ
PEU- PROGRAMA DE EXPANSÃO UNIVERSITÁRIO – PEU
CURSO - PEDAGOGIA

ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO

JOSENILDA LUZIA DE ALMEIDA
SUELY BENEDITA TAVARES DE LIMA

CUIABÁ-MT 2009


UNIC- UNIVERSIDADE DE CUIABÁ
FAED- FACULDADE DE EDUCAÇÃO
PEU- PROGRAMA DE EXPANSÃO UNIVERSITÁRIO
CURSO DE PEDAGOGIA

ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTOCUIABÁ-MT 2009

Esquema Corporal

A criança percebe-se e percebe as coisas que a cercam em função de seu próprio corpo. Portanto, o desenvolvimento de uma criança é o resultado da interação de seu corpo com os objetos de seu meio, com as pessoas com quem convive e com o mundo onde estabelece ligações afetivas e emocionais.
O corpo deve serentendido não somente como algo biológico e orgânico que possibilita a visão, a audição, o movimento, mas é também um lugar que permite expressar emoções.
Esquema corporal – resulta das experiências que possuímos provenientes do corpo e das sensações que experimentamos. Não é um conceito aprendido e que depende de treinamento. Ele se organiza pela experienciação do corpo da criança. É uma construçãomental que a criança realiza gradualmente, de acordo com o uso que faz de seu corpo.
Um esquema corporal organizado, portanto, permite a uma criança se sentir bem, na medida em que seu corpo lhe obedece, em que tem domínio sobre ele, em que o conhece bem, em que pode utilizá-lo para alcançar um maior poder cognitivo.
A criança deve ter o domínio do gesto e do instrumento que implica emequilíbrio entre as forças musculares, domínio de coordenação global, boa coordenação óculo-manual.
A descoberta pela criança de sua imagem no espelho se dá por volta de seis meses de idade. Inicialmente a criança sente-se surpresa com a imagem que vê. Às vezes tenta pegar seu reflexo, sorri para ele sem reconhecer que é sua própria imagem refletida.
Um animal não consegue ultrapassar a visão de suaimagem no espelho. Já a criança ao contrário, usa o espelho como fator de conhecimento de si, raciocina, descobre seu eu, desenvolve seu esquema corporal.
Segundo Dolto, a criança cega que não tem oportunidade de se confrontar com sua imagem visual, levaria a supor que teria dificuldade em assimilar o esquema corporal. Porém para a autora, a criança cega conserva uma imagem inconsciente do corpo maisrica, mas permaneceria inconsciente mais tempo do que nas crianças que enxergam.
Condições para um esquema corporal bem desenvolvido:
Sentido cinético:
Percepção dos aspectos do movimento
Percepção do grau de tensão
Percepção do grau de resistência a um determinado movimento
Percepção da posição dos segmentos em relação a eles ou ao tronco
Percepção da postura
Equilíbrio posturaleconómico
Localização do corpo e das suas diferentes partes em função do espaço imediato
Lateralidade bem definida
Domínio das pulsões e das inibições que está estreitamente associado ao controlo psico-tónico e também ao controlo da respiração.
Independência dos diferentes segmentos em relação uns aos outros ou em relação ao tronco.
1ª etapa: corpo vivido (até 3 anos de idade)
Corresponde à fasede inteligência sensória motora de Piaget.
O bebê sente o meio ambiente como fazendo parte dele mesma. À medida que cresce, com um maior amadurecimento de seu sistema nervoso, vai ampliando suas experiências e passa, pouco a pouco a diferenciar de seu meio ambiente. Nesse período a criança tem uma necessidade muito grande de movimentação e através desta vai enriquecendo a experiência subjetivade seu corpo e ampliando a sua experiência motora. Suas atividades iniciais são espontâneas.
2ª Etapa: corpo percebido ou descoberto ( 3 a 7 anos)
Corresponde à organização do esquema corporal devido à maturação da "função de interiorização" que é definida como a possibilidade de deslocar sua atenção do meio ambiente para seu próprio corpo a fim de levar à tomada de consciência.
A função de...
tracking img