Trabalho de estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (404 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|

Hoje de manhã, enquanto levava meu filho para a escola, assisti a diversas cenas de desperdício.Rua após rua, homens e mulheres usavam mangueiras para lavar calçadas e carros com jorros ejorros de água potável.Nos primeiros casos cheguei a diminuir a velocidade do meu carro para sinalizar aos dissipadores que não deveriam estar fazendo aquilo. Mas eles olhavam, sem entender o que eu queriapassar com os gestos... e continuavam com as torneiras abertas.Nos casos seguintes, desisti.Só olhava, desolado, toda aquela água preciosa escorrendo pela calçada, pelas sarjetas...Se voltar apercorrer o bairro nesta bela manhã de abril provavelmente vou surpreender mais dissipadores em ação.Talvez já lavando carros, mais pátios e calçadas.E vou, de novo, ficar triste com o desperdícioescancarado, explícito, irresponsável.O que fazer para que nós, nossos filhos e os filhos de nossos filhos tenham água de boa qualidade e em quantidade no futuro?Acho que, para começar, falar com ascrianças.Se os adultos dão lições de desperdício, as crianças podem, no tempo, reverter o processo.Enquanto crianças, podem entender melhor a necessidade de preservamos nossos recursos naturais. Água,inclusive.Quando crescerem, vão substituir os adultos insensatos de hoje já com atitudes corretas no cuidado com o meio ambiente.Longe de mim a idéia de transformar quem quer que seja em vigilante, patrulheiro,inspetor de recursos naturais.Também seria insensato. Em alguns casos até perigoso.Tem gente que não aceita críticas.Mas se cada um de nós pudesse passar aos filhos, às crianças, em geral, propostas,idéias e conselhos para buscarem a economia, a racionalização do uso da água, teríamos um início de caminho já sinalizado.E enquanto crianças e jovens vão se conscientizando, vamos pensando, num modode chegarmos até os dissipadores adultos com orientação e informações.Pra começar, à volta da escola, já vou falando sobre o assunto com meu filho.De novo, porque lá em casa o assunto já é velho e...
tracking img