Tolerancias e ajustes metrologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Na metrologia industrial o controle de qualidade é talvez o mais importante, se
não, o mais importante.Com a finalidade de atender por si só ou de forma conjunto, as especificações de um processo conhecido como tolerâncias. Este
controle visa assegurar que somente produtos que atendam as tolerâncias
possam ser comercializados. Sabendo que peçasproduzidas apresentam
imperfeições quase sempre imperceptíveis macroscopicamente. Para que na
fabricação em série seja possível a substituição de peças que apresentem as
mesmas especificações das originais. Sendo essa possibilidade de substituição
denominada de intercambiabilidade dando condições para que um sistema
mecânico cumpra suasfunções sem que haja a interferência de ajuste da peça a
ser montada. Com esta finalidade o conjunto de tolerância visa manter dentro de
uma faixa as imperfeições sem que seja comprometida a função da peça ou conjunto.
Apesar de que a tecnologia ter evoluído muito, a possibilidade de se obter uma
superfície exata ainda é impossível, Não existe um processo capaz de produzircom exatidão um numero de peças em grandes quantidades, ai a necessidade de
utilizar um limite de tolerância, mesmo assim é comum peças não apresentarem
exatidão. A exatidão corresponde às dimensões reais da peça e aquelas indicadas
no desenho, podendo der maiores, menores ou iguais às dimensões nominais.
Sistemas de tolerância e ajustes: é um conjunto de normas, regras e tabelas quetêm como objetivo normalizar e limitar as variações das dimensões e
componentes mecânicos garantindo a sua funcionalidade e intercambiabilidade.

Terminologia de tolerância

As dimensões da fabricação de peças diferentes
com mesmo diâmetro nominal tendo feito um experimento e considerado
adequado e operando, podendo oscilar dentro decertos limites anteriormente
prevista e mantida as condições de funcionamento. Desta forma a conjugação de
duas peças é assegurada quando as dimensões de tolerância tenham sido
previamente estabelecidas.
Dimensões limites: são os valores máximo e mínimo, admissível para a dimensão
efetiva.
Dimensão máxima: é o valor máximo admissível para a dimensão efetiva.Dimensão mínima: É o valor mínimo admissível para a dimensão efetiva.

Afastamento: É a diferença entre as dimensões limites e a dimensão nominal.
Afastamento inferior: É a diferença entre a dimensão mínima e a dimensão
nominal.
Afastamento superior: É a diferença entre a dimensão máxima e a dimensão
nominal.
Afastamento real: É a diferença entre a dimensão efetivae a dimensão nominal
do componente.

Tolerância: É a variação admissível da dimensão da peça. A tolerância indica
uma faixa de valores compreendidos entres as dimensões limites. Também
denominada de Zona de Tolerância ou Campo de tolerância.
Linha zero: É a linha que indica a posição da dimensão nominal em um desenho.
Ela serve de referência para os afastamentos.Acima da linha zero são positivos,
afastamentos abaixo da linha zero são negativos.

Posição da zona de tolerância: É a menor distância entre a linha zero e a zona
de tolerância. Esta posição pode ser medida entre a linha zero e o limite inferior ou
entre a linha zero e o limite superior, dependendo de qual é a menor distância.
Terminologia de Ajustes
Ajuste é o modo de se conjugarduas peças introduzidas uma na outra. Através do
ajuste pode-se assegurar que as peças acopladas terão movimento relativo entre
si ou estarão firmemente unidas.
Superfície de ajuste: Toda superfície de contato entre peças acopladas, sejam
elas fixas ou móveis.
Ajuste cilíndrico: Ajuste entre superfícies de ajustes cilíndricas circulares. Ex.:
Aro interno do rolamento com o eixo...
tracking img