Textos administrativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

O presente trabalho tem por objetivo fazer o estudo de alguns dos importantes documentos utilizados em diversas situações comerciais, empresariais e de comunicação, onde abordam diferentes informações, dependendo das situações que irão tratar.
Esses documentos que irão ser trabalhados são: recibos, recomendações, regulamentos interno, relatórios, requerimento e requisição.Padronizar os atos administrativos é condição essencial à eficiência das instituições públicas e decorre da necessidade de racionalizar o trabalho da Administração.
Atos padronizados dão caráter profissional à documentação, tornam uniformes os documentos e lhes atribuem boa aparência e legibilidade. Outro fator leva à necessidade da padronização: o controle da qualidade. Atos não normatizados,irregulares, revelam desconcerto, apontam desacerto, até desorganização, porque são precariamente concebidos e produzidos.
É comum um mesmo órgão público utilizar diferentes modelos de portaria, ofício, memorando, executados em variados formatos de papel, às vezes até com texto em colorido. A qualidade decai na mesma proporção do mau gosto; a legibilidade é dificultada. Há má idealização do ato, mádiagramação e exposição desordenada das idéias.
Constata-se, por tudo isso, que a observação de normas na elaboração dos atos oficiais contribui para textos objetivos, comunicativos, limpos.
Por comodidade ou descaso, há quem ignore as normas de elaboração de atos administrativos. Há instituições que acata sem o menor desconforto esse descuido, considerando filigrana estabelecer padrões para aredação oficial.
Não é raro encontrar uma mesma instituição valendo-se de um sem-número de formas para o ofício ou o memorando, ou utilizando-se de um mesmo modelo para ambos. Isso não é só desaconselhável, como também pouco prático e antieconômico. O ideal é que toda correspondência utilizada no âmbito de uma entidade, seja ela pública ou privada, siga padrões de elaboração, normas concebidaspara a eficiência da comunicação.



ATA

CONCEITO

Ata é o resumo escrito dos fatos e decisões de uma assembléia, sessão ou reunião para um determinado fim.

NORMAS

Geralmente, as atas são transcritas a mão pelo secretário, em livro próprio, que deve conter um termo de abertura e um termo de encerramento, assinados pela autoridade máxima da entidade ou por quem receber daquelaautoridade delegação de poderes para tanto; esta também deverá numerar e rubricar todas as folhas do livro. Como a ata é um documento de valor jurídico, deve ser lavrada de tal forma, que nada lhe poderá ser acrescentado ou modificado. Se houver engano, o secretário escreverá a expressão “digo”, retificando o pensamento. Se o engano for notado no final da ata, escrever-se-á a expressão “Em tempo: Onde selê..., leia-se...”. Nas atas, os números devem ser escritos por extenso, evitando-se também as abreviações. As atas são redigidas sem se deixarem espaços ou parágrafos. a fim de se evitarem acréscimos.O tempo verbal preferencialmente utilizado na ata é o pretérito perfeito do indicativo.Quanto à assinatura, deverão fazê-lo todas as pessoas presentes ou, quando deliberado,apenas o presidente e osecretário.Permite-se também a transcrição da ata em folhas digitadas, desde que as mesmas sejam convenientemente arquivadas, impossibilitando fraude.Em casos muito especiais, usam-se formulários já impressos, como os das seções eleitorais



ATESTADO


CONCEITO

Atestado é o documentofirmado por uma pessoa favor de outra, atestando a verdade a respeito de determinado fato. As repartições públicas, em razão de sua natureza, fornecem atestadas e não declarações. O atestado difere da certidão, porque, enquanto esta prova fatos permanentes, aquele se refere a fatos transitórios.











CARTA COMERCIAL
CONCEITO
Carta comercial é a...
tracking img