Teorias de antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A partir dos capítulos estudados compreendemos que a história das teorias antropológicas em particular ajuda a contextualizar estas no tempo e no espaço em que foramcriadas, voltando assim sobre si própria de uma forma reflexiva e não apenas cronística e que a antropologia foi construindo sobre os “outros” o reconhecimento dadiversidade cultural, uma das grandes virtudes da antropologia que se desenvolveu em passos lentos, mas que obteve progressos significantes no decorrer dos tempos atéentão. Hoje o trabalho de campo se caracteriza pela coleta de dados para reflexão teórica e implica em uma interação extensa e profunda com as culturas estudadas(grupos, etc.), e após esse processo deve-se haver uma comparação minuciosa entre as comunidades estudadas, para que se obtenha um melhor ponto de vista. Além disso,vimos que a luta contra o etnocentrismo é constante no trabalho de antropologia, pois as culturas são iguais (em valor), nenhuma possui a posse da verdade e todas merecemrespeito.
Entendemos que o conhecimento de nossa cultura, fica mais claro quando passa pelo conhecimento das outras culturas. E que o pode-se afirmar que há umúnico gênero humano, mas que os seres humanos, têm a capacidade para se diferenciar uns dos outros, pois facilmente elaboram costumes, línguas, modos de conhecimento,instituições, jogos, etc. Assim o processo de pesquisa do trabalho antropológico exige uma revolução no “olhar”, implicando num descentramento radical, numa ruptura com omodo especulativo e primitivo de estudar o outro, chegando até a descoberta da alteridade, que provoca em nós o entendimento que somos, em suma, todos igual.
tracking img