Temas de psicologia entrevistas e grupos josé bleger

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1193 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto de Ciências da sociedade e Desenvolvimento Regional

Fichamento solicidado na disciplina Metodologia da pesquisa aplicada a psicologia II,

José Bleger
TEMAS DE PSICOLOGIA
Entrevistas e Grupos
Martins Fontes
São Paulo 2001

Publicado pelo departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia e letras. Universidade de Buenos Aires, 1964.-------------------------------------------------

A entrevista psicológica
Seu emprego no diagnóstico e na investigação

“A entrevista é um instrumento fundamental do método clínico e é, portanto uma técnica de investigação científica em psicologia” (p.1);
“A entrevista pode ser de dois tipos fundamentais: aberta e fechada. Na segunda as perguntas já estão previstas, assim como a ordem e a maneira de formulá-las, e oentrevistador não pode alterar nenhuma destas disposições. Na entrevista aberta, pelo contrário, o entrevistador tem ampla liberdade para as perguntas ou para suas intervenções, permitindo-se toda a flexibilidade necessária em cada caso particular” (p.3);
Entrevista, consulta e anamnese
“A consulta consiste na solicitação da assistência técnica ou profissional que pode ser prestada ou satisfeita de formasdiversas, uma das quais pode ser a entrevista” (p.5);
“A anamnese implica na compilação de dados preestabelecidos, de tal amplitude e detalhe, que permita obter uma síntese tanto da situação presente como da história de um individuo, de sua doença e de sua saúde” (p.5);
“A entrevista psicológica objetiva o estudo e a utilização do comportamento total do indivíduo em todo o curso da relaçãoestabelecida com o técnico, durante o tempo que ela durar” (p.6);
A entrevista como campo
“(...) a regra fundamental da entrevista sob este aspecto é procurar fazer com que o campo seja configurado especialmente pelas variáveis que dependem do entrevistado” (p.9);
“Para obter o campo particular de entrevista que descrevi, devemos contar com um enquadramento rígido, que consiste em transformar umconjunto de variáveis em constantes” (p.10);
“O enquadramento funciona como uma espécie de padronização da situação estímulo que oferecemos ao entrevistador; com isso não pretendemos que esta situação deixe de atuar como estímulo para ele, mas que deixe de oscilar como variável para o entrevistador” (p.10);
“Se o enquadramento de modifica, esta modificação deve ser considerada como uma variávelsujeita a observação, tanto como é o entrevistado” (p.10);
Concordância e divergências
“Em diferentes entrevistas, o entrevistado pode oferecer-nos diferentes histórias ou diferentes esquemas de sua vida atual que manterão, entre si, relação de complementação ou de contradição” (p.12);
“As dissociações e contradições que observamos correspondem a dissociações e contradições da própriapersonalidade e, ao refleti-las, a entrevista permite-nos trabalhar com elas” (p.13);
O observador participante
“Na entrevista o entrevistador é parte do campo, quer dizer, em certa medida condiciona os fenômenos que ele mesmo vai registrar” (p.15);
“(...) a objetividade na investigação não se cumpre em nenhum outro campo cientifico” (p.15);
“(...) a máxima objetividade só pode ser alcançada quando seincorpora o sujeito observador como uma das variáveis do campo” (p.15);

* Entrevista e investigação
“Não há a possibilidade de uma entrevista correta e frutífera se não se incluir a investigação. Em outros termos, a entrevista é um campo de trabalho no qual se investiga a conduta e a personalidade de seres humanos” (p.18);
“A chave fundamental da entrevista está na investigação que se realizadurante o seu transcurso” (p.18);

“Observar, pensar e imaginar coincidem totalmente e formam parte de um só e único processo dialético. Quem não utiliza sua fantasia poderá ser um bom verificador de dados, porém nunca um investigador” (p.19);
*
* O grupo na entrevista
* “Entrevistador e entrevistado formam um grupo, (...) em que a conduta de ambos é interdependente” (p.20);...
tracking img