Teletrabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2890 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas
Maio de 2006

Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas
Maio de 2006

TELETRABALHO E O PROFISSIONAL DO FUTURO

Abel Fragata

Cleber Faria Marques

Darcy do Nascimento

Professor Orientador: Robson Calvetti



Palavra Chave: TeleTrabalho

“Nasociedade pós-capitalista em que vivemos, o recurso básico da economia já não é o capital ou os recursos naturais mas sim o conhecimento”Peter Drucker (1995)
RESUMO

Apesar de muitas vezes desnecessário, o trabalho centralizado é talvez um dos mais antigos paradigmas em uso na administração atual, tem origem na Revolução Industrial, no início do século XIX e, apesar de freqüentemente caro eimprodutivo, é a prática mais adotada nas empresa que prestam serviços de desenvolvimento de software.

Este trabalho consiste em um estudo exploratório sobre a aplicação alternativa do TeleTrabalho como uma forma de aumentar a produtividade da empresa e melhorar a qualidade de vida dos funcionários; suas vantagens e desvantagens e os fatores críticos que devem ser considerados quando de sua implementação.Será apresentado também um exemplo real da implantação de um projeto piloto de TeleTrabalho na empresa pública SERPRO - Serviço Federal de Processamento de Dados.

INTRODUÇÃO

Jack Nilles , sem dúvida é o pai do TeleTrabalho, tudo começou quando ele, investigador da Aerospace Corporation, no Sul da Califórnia, desenhava naves espaciais para o Departamento Civil e para a Nasa e foiincumbido de ir à campo para diversificar a sua atividade para o setor civil e em uma ocasião ele foi a Santa Barbara falar com um dos homens do planejamento regional e este o perguntou – “Se vocês podem colocar um homem na Lua, porque não ajudam a resolver este maldito problema do trânsito nas cidades? Porque não arranjam alguma forma do pessoal trabalhar em casa em vez de se meter nestesengarrafamentos para chegar ao emprego?”

Nesta hora ele pensou, “este cara me deu uma idéia fenomenal, é tão simples e tão revolucionária”, e uma frase começou a germinar em sua cabeça “trazer o trabalho para junto de si, pelo menos algumas vezes, em vez de o obrigar a ir ao encontro do trabalho”.

Isto ocorreu em 1971, e ainda hoje tem gente que pensa que isto é meio louco e irresponsável. Não foi fácil atrinta e cinco anos atrás convencer seus superiores a avançar com um projeto deste.

Ele, então pediu a alguns colaboradores seus, engenheiros também, que fizessem um levantamento do caso, e a resposta depois de um certo tempo foi que havia uma série de questões não técnicas para se tornar a idéia praticável. O problema não era tecnológico.
Como ele era também secretário do comitê deinvestigações, tentou que patrocinassem as investigações preliminares e precisaria de contratar dois psicólogos, um economista e alguns advogados para dar andamento as atividades.
Foi quando seu chefe pediu para ele esquecer esta maluquice pois eram engenheiros e não precisavam se envolver com coisas deste tipo.

Mas a idéia o tinha possuído, e ele em 1972, com a ajuda de um amigo da Universidade doSul da Califórnia conseguiu ( inventou segundo ele ) um cargo de Diretor de Desenvolvimento de Programas Interdisciplinares na Universidade.
Em 1973 com uma equipe formada por pessoal da área das faculdades de Engenharia, Gestão e Comunicação apresentou uma proposta chamada “Desenvolvimento de uma Política de Relacionamento entre Telecomunicações e Transporte” arranjou 90 mil dólares da NationalScience Foundation , com o objetivo de testar o projeto numa empresa concreta, e foi o que fizeram em uma Seguradora. Apresentaram um relatório final em 1974 e um livro “The Telecommunications-Transportation Tradeoff:Options for Tomorrow” que foi traduzido para o português no ano seguinte no Brasil.E logo a seguir o conceito de TeleTrabalho para aplicações mais amplas.
Os conceitos pegaram e o...
tracking img