Sustentabilidade na contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2028 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O titulo traz ao conhecimento os primórdios da sustentabilidade na contabilidade, retratando o conceito abordado no tema a desenvolver.
Para muitas pessoas, mesmo no presente, "desenvolvimento" é ainda sinônimo de "crescimento econômico". No entanto, o "desenvolvimento" tem obrigatoriamente que integrar outras perspectivas - tais como o bem-estar social e qualidade ambiental - sobrisco de se esgotar o capital planetário que permite a prosperidade econômica. No limite, se destruírem os recursos naturais de que dependemos, o crescimento econômico deixa de existir. Por exemplo, sem petróleo, carvão, gás natural, entre outros, a sociedade não sabe garantir a energia para a sua atividade econômica; sem solo fértil e água limpa não é possível produzir alimentos e recursosflorestais essenciais à sobrevivência... Ou seja, descurar o ambiente significa pôr em causa não apenas a prosperidade econômica, mas também a sobrevivência da espécie humana ou, pelo menos, da sociedade desenvolvida tal como a conhecemos.
A preocupação em introduzir o problema do meio ambiente nas políticas e nas teorias vem da déc de 60, quando surgiram movimentos sociais de grande importância, no bojodos quais se gerou inclusive o da luta ambientalista. O movimento hippie é talvez o caldo de cultura em países desenvolvidos que gerou grande parte das alterações de valores e de hábitos e costumes.
Na déc. de 70, mais caracterizada pela Guerra Fria, se realizaram diversas reuniões internacionais extremamente alarmistas sobre o crescimento populacional e a ameaça de escassez dos recursosnaturais para alimentar essa população. Foi também uma década politicamente muito tensa, com muitas ditaduras e perseguições. Por outro lado, também se desenvolveram as primeiras linhas mais conseqüentes dos movimentos ambientalistas. Foi nessa ocasião que o sócio-economista Ignacy Sachs cunhou a expressão “eco-desenvolvimento”, indicando que o desenvolvimento deveria incorporar aspectos ecológicos.Tendo essa expressão, então sida lançada na Conferência do Rio em 92 e era inevitável que adquirisse uma forte coloração verde. Ela passou a ser largamente usada, às vezes de forma mecanicista: existe um discurso politicamente correto que nos obriga a colocar o “Sustentável” ao lado de “desenvolvimento”. 
CONTABILIDADE AMBIENTAL E SUAS IMPORTÂNCIAS
A contabilidade como ciência apresenta condições,por sua forma sistemática de registro e controle, de contribuir de forma positiva no campo de proteção ambiental, com dados econômicos e financeiros resultantes das interações de entidades que se utilizam da exploração do meio ambiente. Especificamente, tal conjunto de informações é denominado de “contabilidade ambiental”.
Contabilidade ambiental, portanto, é o registro do patrimônio ambiental(bens, direitos e obrigações ambientais) de determinada entidade, e suas respectivas mutações - expressas monetariamente
Seu objetivo é propiciar informações regulares aos usuários internos e externos acerca dos eventos ambientais que causaram modificações na situação patrimonial da respectiva entidade, quantificado em moeda.
Historicamente, a Contabilidade do Meio Ambiente passou a ter status deum novo ramo da ciência contábil em fevereiro de 1998, com a finalização do "relatório financeiro e contábil sobre passivo e custos ambientais" pelo Grupo de trabalho inter-governamental das Nações Unidas de Especialistas em padrões Internacionais de Contabilidade e relatórios (ISAR – United Nations Intergovernanmental Working Group of Experts on International Standards of Accounting andReporting). Em decorrência da crescente escassez de recursos naturais e da degradação da natureza, em todo o mundo acirrou-se o debate econômico, político e social sobre tais situações e as medidas necessárias à reversão deste cenário. Daí a necessidade de se conhecer o problema não somente sob seus aspectos mais amplos – mas também específicos: boa parte da degradação ambiental é decorrência dos...
tracking img