Sistema multi city

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3887 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice

1. Caso 2
2. Objetivo 2
3. Lista de Requisitos 2
4. Lista de Eventos 2
5. Modelos 2
5.1. DFD0 2
5.2. DFD1 2
5.3. DFD2 2
5.4. MER 2
5.5. DHS 2
5.6. DHP – INCLUI ABERTURA OS 2
5.7. DHP – INCLUI ORÇAMENTO VENCEDOR 2
5.8. TELA – INCLUI OS 2
5.9. TELA – INCLUI ORÇAMENTO VENCEDOR 2
5.10. DED – INCLUI OS 2
5.11. DED – INCLUI ORÇAMENTO VENCEDOR 2
5.12. MBD 2
5.13.Dicionalização - MBD 2
6. Cálculo dos Pontos de Função – APF 2
6.1. Funções de Processamento 2
6.2. Cálculos dos Pontos de Função 2
6.3. Índice de Produtividade 2
6.4. Cálculo de Horas Totais do Projeto 2
6.5. Cálculo Total de Homens/ Meses 2
6.6. Prazo Ótimo 2
6.7. Prazo por fase 2
6.8. Recurso para Fase/Especialista 2
7. Dicionalização 2
7.1. Entidades externas 2
7.2. Fluxos 2
7.3. Entidades dedados / Relacionamentos com conteúdo 2
7.4. Dicionalização Elementos de Dados 2

Caso

Sistema Multi City

Uma cidade denominada Multi City, possui vários problemas como qualquer grande cidade do mundo.

Sua Prefeitura deseja controlar e acompanhar o atendimento de reclamações das Pessoas e, para isso, deverá ser desenvolvido um Sistema automatizado.

A Multi City está organizada emAdministrações de Bairros (AB), que tem por objetivo facilitar a sua melhor administração.

Para isso cada rua está dividida em trechos, a partir de um intervalo de numeração e cada trecho é de responsabilidade de uma única “AB”.

A Pessoa ou Associação de Moradores pode telefonar e reclamar providências de qualquer situação, que ela suponha que dependa das AB’s (limpeza de ruas, pode de árvores,reparos de tubulação de água, buracos na rua, asfaltamento, vizinhos barulhentos, terrenos baldios sem muro, trocas de lâmpadas da iluminação pública que estejam queimadas, etc...).

Estas reclamações são recebidas pelo atendente, sendo feita uma triagem inicial para determinar quais são aquelas que dizem respeito à alçada da Prefeitura. No ato da reclamação, será informado à Pessoa se:

•Sua reclamação deve ser registrada para posterior análise (reclamação de competência da ”AB”)

• Sua reclamação deve ser atendida por outro órgão da prefeitura (nome e local do órgão)

• Não é de competência da prefeitura

Caso persista alguma dúvida, a reclamação é registrada e encaminhada para o chefe da seção de atendimento, que julgará a alçada da mesma. Se ele decidir que não éde competência da Prefeitura, o Sistema informará posteriormente a impossibilidade de atendê-la.

As reclamações recebidas são distribuídas para as “AB”, para que estas efetuem uma vistoria e emitam um ou mais dos seguintes pareceres:

• Reclamação recusada.

• Reclamação não procede.

• Reclamação procede mas o serviço para ser executado, depende do pagamento de um certo valorpor parte da Pessoa ou Associação de Moradores.

• Reclamação procede e a Prefeitura deve executar um serviço, através de uma “OS” (ordem de serviço).

• Reclamação procede e a prefeitura deve indenizar a Pessoa ou Associação de Moradores.

• Reclamação procede e a Prefeitura deve contratar uma empreiteira para realizar o serviço através de uma “OS”.

• Reclamação procedee a Prefeitura deve lavrar um auto de infração. Caso o parecer indique a possibilidade de execução de um serviço desde que a pessoa efetue o pagamento, o mesmo só terá início após o referido pagamento.

• A “AB” emitirá ima “OS” para a reclamação a ser atendida e o sistema deverá acompanhar o andamento da solução encontrada pela “AB” e informá-la ao reclamante, quando este se interessar.Em alguns casos, a Administração do Bairro não possui recursos humanos e/ou materiais para executar o serviço. Desta forma, as informações constantes das Ordens de Serviços, serão utilizadas como base para solicitar as empreiteiras um orçamento para o serviço.

A partir dos orçamentos fornecidos pelas empreiteiras, o Sistema efetuará uma classificação das propostas e informará os orçamentos...
tracking img