Simionatto ivete - gramsci

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1436 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Simionatto, Ivete - GRAMSCI: sua teoria, incidência no Brasil, influência no serviço social São Paulo 2011 Cortez 4. Ed.
1. CAPÍTULO
Nascido em 22 de janeiro de 1891 em Alles, cidade agrícola da província de Cagliari, na Sardenha nos primeiros anos de vida Gramsci não era diferente as crianças pobres da Sardenha. A leitura era sua paixão e o interesse. As dificuldades que enfrentava nãoeram apenas pela impossibilidade de prosseguir seus estudos e sim com as dificuldades familiares e necessidade de trabalhar.
Sua revolta origina se do fato de que somente quem possuía meios financeiros poderia continuar na escola, o motivando a rebelião e a indignação contra o estabelecido, contra as leis injustas da sociedade do seu tempo. Seus primeiro graus de estudos, Gramsci os completaráainda na Sardenha, onde permanece até 1911.
“Esse período é marcado por importantes descobertas histórico políticas, feitas não somente através dos livros, mas também pelo conhecimento da vida da região e do país, (...)”.
(Simionatto, 2011 p31).

Gramsci pode acompanhar a passagem do século XIX para o século XX as grandes movimentações que ocorria no cenário econômico e político daItália, intensos conflitos sociais marcaram a realidade como consequência a baixa produtividade agrícola, o desemprego, a emigração em massa, sobretudo para a América.
Sentia uma injustiça profunda o fato de que, na nação italiana, houvesse uma divisão, de um lado, as regiões avançadas e, de outro, as regiões, ás quais parecia que o progresso era sempre negado. Notava nas regiões meridionais, o modelopelo qual eram governados os camponeses, os trabalhadores, estes eram dominados pelas castas dirigentes, egoístas, reacionárias, ligadas uma organização feudal.

“(...) A visão social de Marx, o ideal de solidariedade humana e o socialismo ainda se apresentavam, para ele, apenas por meio da propaganda em jornais e revistas (...). Havia lido pouco a respeito de Marx, mas, sem dúvida, o grandemestre havia deixado algumas sementes para germinarem em terreno fértil”. (Simionatto, 2011 p.35).

Fazendo parte do movimento socialista de Turim encontrando trabalhadores experientes nas lutas contra a ordem da burguesia que significava intensos obstáculos para resolver as dificuldades sociopolíticas nas questões cotidianas. Gramsci é preso e amadurece uma força moral que por muitos anosficaria vivia, relata nas cartas que escreve a amigos e a familiares o que aconteceu durante anos na prisão, nesta passividade Gramsci elabora um plano de estudo e de trabalho. Foi só em 1975 que os escritos do cárcere de Gramsci chegaram ao publico em sua integra, nestes escritos encontra-se o movimento social, o jogo das relações que permite divulgar a realidade.
Pensando na hegemonia da classeoperaria Gramsci expõe o caminho na luta para a conquista da hegemonia, tendo a intuição da diferenciação entre as sociedades orientais e ocidentais.

“A determinação, que a Rússia era direta e lançava as massas ás ruas para o assalto revolucionário, amplia-se na Europa Central e Ocidental por causa de todas essas estruturas políticas, criadas pelo maior desenvolvimento do capitalismo; estas fazemcom que a ação das massas seja mais lenta e mais prudente e exigem, por conseguinte, que o partido revolucionário desenvolva toda uma estratégia e uma tática bem mais complexa e de longo alcance do que as que foram necessárias (...)”. (Togliatti, 1974 apud Simionatto 2011 p.45).

Na análise de Gramsci o valor do intelectual na edificação do partido político é muito grande, no conceito de Gramscianalisa os intelectuais em orgânicos e tradicionais, partindo de dois critérios do lugar e função na estrutura social e do lugar e função no processo histórico.

“uma das características dos intelectuais como categoria social cristalizada (como categoria social que concebe a si mesma como continuidade ininterrupta da história e, portanto, acima da luta dos grupos e não compressão de um...
tracking img