Santo agostinho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2460 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Razão e fé no pensamento de Santo Agostinho - Em memória do P. Manuel da Costa Freitas
Tinha uma vasta produção na área da filosofia, tendo estudado a cultura portuguesa e a espiritualidade. Rezava ao ateu “São Nietzsche”, como dizia provocatoriamente aos alunos. Homem bom e íntegro, na expressão dos que com ele privaram, o padre Manuel Barbosa da Costa Freitas, professor jubilado daUniversidade Católica Portuguesa (UCP) morreu a 2 de Janeiro, em Lisboa, faria 82 anos em Fevereiro.

Nascido em Barroselas (Viana do Castelo), em 1928, Manuel Costa Freitas entrou para o colégio franciscano de Braga em 1939, depois de concluir o ensino primário. Ordenado padre em 1951, foi para Roma nesse ano, concluindo o curso de filosofia do Ateneu Antoniano em 1954, com uma tese sobre LeonardoCoimbra, o pensador do século XX que estudou o franciscanismo e o criacionismo.

Depois de várias escolas superiores, fixou-se na UCP em 1968, onde dirigiu o Centro de Estudos de Filosofia. Foi ainda professor convidado da Universidade de Lisboa e, episodicamente, da Universidade Nova.

“A visão franciscana da vida, nos seus rasgos de pobreza e amor à verdade, e de uma generosa atenção à existênciaencarnada, é o traço de continuidade mais profundo entre o seu pensamento e acção” diz, sobre Costa Freitas, José Silva Rosa, professor da Universidade da Beira Interior e ex-assistente do franciscano, durante 10 anos, na UCP.

“Era um homem bom, íntegro, recto, com um tacto extraordinário e um humor muito fino e inteligente”, recorda José Rosa ao «Público». “Tinha uma inteligência fulgurante egrande dificuldade em lidar com a estupidez e a arrogância do poder.”

Parte da obra, em livros, enciclopédias e revistas, foi reunida em dois volumes (O Ser e os Seres. Itinerários Filosóficos, ed. Verbo). Mas muito continua por coligir, sobre o pensamento português, o franciscanismo, o espiritualismo francês e a fenomenologia da religião. Tinha em mente, diz José Rosa, uma história dosentimento religioso em Portugal.

O último trabalho foi a coordenação da tradução da Enciclopédia Interdisciplinar de Ciência e Fé (ed. Verbo), cujo segundo volume está a ser ultimado. Um pensador que, nos jardins do convento franciscano da Luz, onde morreu, gostava sobretudo de passear e ouvir os melros e os gaios. Aos quais, recorda José Rosa, “quase conhecia pelo nome”.
A missa de 7.º dia serácelebrada nesta 6.ª feira, 8 de Janeiro, às 19h00, na Igreja do Seminário da Luz (Largo da Luz, Lisboa).
Razão e fé no pensamento de Santo Agostinho: um texto do P. Manuel da Costa Freitas
Por diversas vezes e em diversos lugares, Agostinho analisou expressamente as relações entre a fé e razão com base na sua experiência pessoal. A insistência com que estas duas expressões ocorrem no De VeraReligionee no De Utilitate Credendi demonstra bem que se trata de um tema maior, de importância capital para o entendimento correcto de todo o pensamento filosófico e teológico do bispo de Hipona. Na verdade, a relação entre fé e razão constitui o núcleo essencial do método agostiniano na busca incansável da felicidade ou da sabedoria.
Em última análise, tudo se reduz à descrição do processo históricoque levou Agostinho, pelos caminhos da razão (intellige ut credos), a tornar à fé de Mónica e como depois, por impulso da mesma fé (crede ut intelligas), continuou a servir-se da razão para ulterior esclarecimento daquela - a fé em busca da inteligência (fides quarens intellectum). Nesta breve exposição seguiremos de perto, além das obras mencionadas, o amplo relato do livro VIII das Confissões.Agostinho afirma nas Confissões que aderiu à fé católica depois de ter percebido claramente, mais com o «bom senso» natural do que com profundas reflexões filosóficas, o quanto era razoável o passo que se propunha dar. Antes da adesão formal à fé cristã, tinha vencido etapas importantes no seu itinerário para a verdade e que constituíram outras tantas premissas racionais em relação à mesma fé,...
tracking img