Sadf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1158 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Engenharia Cognitiva
A Engenharia Cognitiva, relacionada a sistemas computacionais, baseia-se no pensamento, ou seja, na forma que o usuário irá interpretar e interagir com um sistema. Segundo Don Norman (1986), Engenharia Cognitiva é uma ciência cognitiva aplicada, que busca aplicar o que se sabe desta ciência, no design e na construção de artefatos computacionaiscom objetivos de entender questões envolvidas no uso de computadores, métodos para tomar decisões mais corretas quanto ao design etc.

Engenharia Semiótica
Devido à popularização dos computadores pessoais, torna-se cada vez mais
importante construir interfaces de usuário com alta usabilidade, levando em
consideração as características, preferências e necessidades dos usuários. Diversos
modelos têmsido propostos para lidar com a complexidade do projeto de
interação humano-computador (IHC). No entanto, a maioria destes modelos
englobam elementos que deveriam ser contemplados por modelos distintos. Além
disto, geralmente baseados em teorias cognitivas, eles se concentram no indivíduo
interagindo com uma aplicação, sem explorar o fato de que a aplicação é produto
de um processoracional de tomadas de decisão conduzido por um projetista. Esta
lacuna é preenchida pela Engenharia Semiótica, uma teoria de IHC que considera
a interface como uma mensagem enviada pelo projetista aos usuários. Esta
mensagem representa a solução do projetista ao que ele acredita que sejam as
necessidades e preferências dos usuários. Nesta mensagem, ele “diz” aos usuários
o que tinha em menteao conceber a aplicação. No âmbito desta teoria, este
trabalho estende a representação de cenários, adapta um modelo de tarefas
existente e propõe um modelo de interação. O objetivo é que estas representações
sirvam como ferramentas epistêmicas que apóiem a reflexão do projetista sobre a
solução interativa sendo concebida. Foi conduzido um estudo de caso para obter
indícios sobre o usodos modelos de tarefas e interação propostos, em comparação
com a abordagem CTT, amplamente difundida em IHC.

ÍNDICE





Conceitos da Engenharia Semiótica


Dois conceitos da Engenharia Semiótica que são fundamentais para a
concepção e uso de representações de design baseadas nesta teoria são signos e
rupturas na comunicação preposto do designer–usuário. Estesconceitos serão
descritos a seguir.

Signos
A Engenharia Semiótica herdou da Semiótica (Peirce, 1931-1958) a noção
de signo como “qualquer coisa que signifique algo para alguém”. Esta noção de
signos constitui uma base para a ontologia da aplicação e por isto deve ser
utilizada no processo de design. Os signos provêem um fio condutor para o
discurso do designer, desde asrepresentações de design até se manifestarem na
interface . Estes constituem o vocabulário a ser compartilhado não
apenas entre o preposto do designer e os usuários, mas também entre os membros
da equipe de design

Retomando o projeto do Quadro de Avisos, um signo utilizado do começo
ao fim foi, por exemplo, o “texto do aviso”. Ele foi detectado na fase de análise
através deentrevistas com os usuários, e esteve presente em todas as demais fases
e representações de design, sempre com a denominação de “texto do aviso”, até
ser incluído como tal na interface do produto final

Rupturas na Comunicação Preposto do Designer–Usuário

Assim como ocorrem mal-entendidos nas conversas entre pessoas, a
Engenharia Semiótica reconhece que falhas de comunicação são parteinerente da
conversação usuário-preposto do designer. Estas falhas incluem não apenas
problemas na execução de operações do sistema, mas também problemas de
entendimento do usuário, ou seja, rupturas nesta comunicação. Por isto, o
designer deve não apenas informar aos usuários como executar suas tarefas em
condições normais, mas também como remediar potenciais problemas....
tracking img