Romulo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (671 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Max Weber – indivíduo e sociedade
Dos grandes sociólogos clássicos que estudamos Max Weber (seus estudos) apresenta uma característica que o opõe aos demais.
É que a maneira como este sociólogopensa o funcionamento da sociedade e, de modo consequente, os métodos que ele propõe para que se observe este funcionamento, implicam em definir a relação entre indivíduo e sociedade de um modo em que aexistência do indivíduo antecede a exitência da sociedade.
Só para lembrar, em Durkheim a sociedade é pensada fundamentalmente a partir do conceito de fato social (que, aqui, gosseiramente, diremosque representa a pressão das instituições sociais no sentido de controlar o indivíduo) e Karl Marx compreende a participação dos homens na história a partir das lutas de classes.
Para entender comoMax Weber cria uma teoria social na qual o indivíduo é anterior à sociedade (mas é importante lembrar que trata-se de uma proposiçõ de caráter lógico) é necesário compreender o conceito mais importantedo seu pensamento. Trata-se do conceito de ação social.
O conceito de ação social se refere ao comportamento que é dotado de sentido. Isto quer dizer que a ação social é o tipo de comportamentomotivado por um conteúdo subjetivo.
Fique atento a esta palavra, subjetivo.
Um modo razoável de sondar o sentido de uma palavra (qualquer palara) é definir qual o conteúdo que é seu inverso, ou seja quala palavra a qual ela se opõe, seu antônimo.
O antônimo de subjetivo é objetivo palavra que remete a existência concreta, imediatamente sensível, perceptível.
Isto nos encaminha para o significadodaquilo que é subjetivo, ou seja, trata-se de uma parte da existência que não tem um conteúdo concreto, mas participa do interior dos homens e compreende um elemento fundamental da relação do indivíduocom o mundo externo ao indivíduo, o mundo objetivo (incluindo os demais indivíduos). Em síntese, definindo muito grosseiramente, o subjetivo (a subjetividade) compreende a existência que não está...
tracking img