Qualquer um

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 43 (10632 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
REVISTA ANGELUS NOVUS – nº3 – maio de 2012

A arte moderna vai às bancas – jornal e politização da forma no
Brasil desenvolvimentista.1
Gustavo Motta
Mestre em Artes pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais
na ECA-USP. Graduado em Artes Plásticas pela Universidade de São
Paulo

Resumo
O trabalho investiga a incorporação, no campo da arte moderna, de elementos fragmentários damatéria cotidiana do jornal.
Para isso acompanha diversos pontos de inflexão nessa trajetória da incorporação de estruturas (visuais, textuais,
comunicativas) oriundas dos meios de comunicação de massa pela arte moderna brasileira entre as décadas de 1950 e 1970.
Assim, o trabalho parte da reforma visual do Jornal do Brasil efetuada por entre 1956 e 1959 (por uma equipe ligada ao
movimentoneoconcreto), para, em seguida, apontar o movimento da Nova Figuração como uma inflexão crítica, marcada pelo
trauma do 1º de abril de 1964, analisando uma série de trabalhos produzidos entre 1964 e 1972 .

Palavras-chave
Jornais e mídias de massa; Arte moderna brasileira; Concretismo; Neoconcretismo; Nova Figuração

Abstract
The paper investigates the incorporation, in the field of modern art, offragmentary elements from the newspaper (as an
ordinary, everyday material) in works of art. For this, the text follows several inflection points in the trajectory of
incorporation of visual, textual or communicative structures originated in the mass media by brazilian modern artists, between
the 1950s and 1970s. Starting with the visual reform of the Jornal do Brasil (Journal of Brazil), leadby a team related to the
neoconcret movement (between 1956 and 1959), the text will indicate, right after, the Nova Figuração (New Realism) movement
as a critical inflection, marked by the trauma of April 1, 1964 , by analyzing a series of works produced between 1964 and 1972.

Keywords
Newspapers and mass-media; Brazilian Modern Art; Concretismo; Neoconcretismo; Nova Figuração (New Realism)4

REVISTA ANGELUS NOVUS – nº3 – maio de 2012
O sr. Keuner encontrou o sr. Wirr [o confuso], o que lutava contra os jornais. “Sou um grande
adversário dos jornais”, disse o sr. Wirr, “não quero jornais”. O sr. Keuner disse: “Sou um adversário
maior dos jornais: quero outros jornais”.

- Bertolt Brecht, c. 1926, O sr. Keuner e os jornais.2

O campo geométrico
A problemática da funçãosocial da arte – objetivada na procura por uma inserção da arte na
vida – já era parte das preocupações da arte concreta brasileira (no início dos anos 1950). O
ideário otimista do planejamento permeou essa problemática no período nacionaldesenvolvimentista industrializante dos anos 1950 (até o golpe de 64). A modernização do país
apontava para a superação da condição de dependência crônica,fruto da herança colonial do
território. Era entendida, portanto, como condição para a emancipação coletiva, objetivada na
idéia de formação nacional.
Grande parte dos artistas brasileiros dos anos 50 – no contexto do ideário planejador /
desenvolvimentista – se agrupou em uma frente comum, que foi hegemônica neste período,
constituindo o que se poderia chamar de campo das tendênciasgeométricas no Brasil.3 Neste campo,
circularam duas correntes programáticas principais: a vertente da arte concreta (pautada na teoria
da Gestalt) e, a partir de 1957, como cisão do primeiro grupo, a vertente da arte neoconcreta
(pautada na fenomenologia, em especial Merleau-Ponty, referência principal de Ferreira Gullar,
poeta e teórico da nova vertente).
Esta hegemonia do campo geométrico durou atéo golpe de 64, quando caíram as bases sociais
ligadas ao planejamento (e à racionalização, portanto) e o movimento da Nova Figuração (e o
recurso à imagem) se contrapôs criticamente ao campo geométrico.
―Se a arte geometrizada pré-1964 sintonizava de modos variados com a difusão do ideário
planejador, a arte pós-1964 foi um dos foros para a crítica e a reflexão da esque rda, antes...
tracking img