Rn prematuros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6318 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
REVISÃO REVIEW

Ansiedade na gestação, prematuridade e
baixo peso ao nascer: uma revisão sistemática
da literatura
Anxiety during pregnancy, prematurity, and low
birth weight: a systematic literature review

Daniele Marano Rocha Araújo 1
Natália de Lima Pereira 1
Gilberto Kac 1

Abstract
1 Instituto de Nutrição Josué
de Castro, Universidade
Federal do Rio de Janeiro,
Rio de Janeiro, Brasil.Correspondência
G. Kac
Departamento de Nutrição
Social e Aplicada, Instituto
de Nutrição Josué de Castro,
Universidade Federal do
Rio de Janeiro.
Av. Brigadeiro Trompowsky
s/n, Bloco J, 2 o a ndar,
Rio de Janeiro, RJ
21941-590, Brasil.
kacetal@gmail.com
gkac@nutricao.ufrj.br

Introdução

The purpose of this systematic literature review
was to examine publications that had investigated the effect ofanxiety on prematurity and/or
low birth weight. The PubMed, BVS, CINAHL,
and HEALTHSTAR databases, published from
1966 to 2006, were tracked using the following
key words: “anxiety”, “pregnancy”, “low birth
weight”, and “prematurity”. Thirteen studies
were found: 11 cohorts, 1 cross-sectional, and 1
case-control. Most studies (7/13) were conducted
in the United States. The most reliable results
camefrom four studies, whose strengths were:
exclusion of adolescents and/or women older
than 34 years, studies that analyzed anxiety
during the second and/or third trimester of pregnancy, used validated scales to measure anxiety,
kept loss-to-follow-up rates below 30%, and applied adequate control of confounders. Anxiety
during pregnancy was associated with prematurity and/or low birth weight ineight studies.
Odds ratios and relative risks varied from 1.08
to 2.31. Carefully designed and well-conducted
studies are still needed to clarify the relationship
between anxiety during pregnancy, prematurity,
and low birth weight considering that the accumulated evidence remains controversial.

O peso ao nascer, obtido na primeira hora após o
nascimento, reflete as condições nutricionais dorecém-nascido e da gestante, sendo considerado
indicador apropriado de saúde individual. Esse
indicador influencia o crescimento e o desenvolvimento da criança e, em longo prazo, repercute
nas condições de saúde do adulto 1.
O baixo peso ao nascer é definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como todo
nascido vivo com peso ao nascer inferior a 2.500
gramas, e a prematuridade é classicamente definidacomo o nascimento que ocorre antes da 37a
semana de gestação 2.
A prematuridade e o baixo peso ao nascer são
fatores determinantes da mortalidade neonatal,
de infecções, de maiores taxas de hospitalização, maior propensão ao retardo de crescimento,
déficit neuropsicológico pós-natal e baixo desempenho escolar 3,4,5,6.
Embora tenha havido um significativo avanço na medicina e tecnologia, aprevalência de
nascimentos prematuros em países desenvolvidos como a França ainda é de 6%, enquanto
nos Estados Unidos é de 11% 7,8. Já nos países em
desenvolvimento, como o Brasil, a prevalência
de prematuros é de aproximadamente 7% 8. A
prevalência de baixo peso ao nascer é de 9,2% no
Brasil 3, 3,3% na Dinamarca, 30% na Índia e 7%
nos Estados Unidos 9.

Anxiety; Pregnancy; Premature Infant; Low BirthWeight Infant; Review [Publication Type]

Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 23(4):747-756, abr, 2007

747

748

A raújo DMR et al.

Estudos epidemiológicos demonstram que
existem inúmeros fatores responsáveis pelo
desencadeamento desses processos, como por
exemplo, as condições sócio-econômicas precárias, o peso da mãe antes e durante a gestação,
a etnia/raça, a estatura, a idade, a escolaridadematerna, os nascimentos múltiplos, a paridade,
a história obstétrica anterior, os cuidados prénatais, a morbidade materna durante a gravidez,
comportamentos de risco como o consumo de
bebidas alcoólicas, a ingestão de café e o hábito
de fumar 1,9,10,11,12,13,14.
Mais recentemente, alguns estudos vêm
apontando a ansiedade como possível fator determinante tanto da prematuridade quanto do
baixo...
tracking img